Foragido da lista dos mais procurados em São José dos Campos é preso em restaurante de Arraial do Cabo, no RJ

Foi preso no começo da tarde desta segunda-feira (24) em um restaurante da Praia Grande, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, um dos foragidos mais procurados pela Justiça de São José dos Campos, em São Paulo.

Segundo a polícia, Erik Luiz Martini, de 29 anos, passava o final de semana no balneário de Armação dos Búzios com a namorada e amigos, e, após intensa troca de informações entre os policiais civis da 127ª Delegacia de Armação dos Búzios e da 6ª Delegacia de Polícia de São José dos Campos, ele foi localizado em Arraial do Cabo.

A ação, que cumpriu o mandado de prisão condenatória, foi coordenada pelo delegado titular da 127ª DP, Dr. Rodrigo Moreira.

Em julho de 2017, o preso foi condenado a 5 anos e 4 meses de prisão por roubo majorado. Em 2016, ele atirou contra um segurança de uma loja de artigos de surf, que reagiu ao flagrar Erik assaltando o estabelecimento.

Também foram cumpridos contra ele os mandados de prisão preventiva pelo crime de Latrocínio, expedido pela pela 2ª Vara Criminal de São José dos Campos, e por roubo majorado, expedido pela 4ª Vara Criminal, também de São José dos Campos.

Segundo a Polícia Civil, foi apurado que ele estava escondido na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro.

Prefeitura de Arraial do Cabo já cobra passaporte da vacina para acesso à cidade

O município de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, passa a exigir o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para o acesso e permanência de maiores de 18 anos na cidade. O passaporte de imunização também vai ser cobrado e nos espaços de uso coletivo.

A regra está em vigor desde quinta-feira. No comprovante, deve constar a aplicação da 1ª ou 2ª dose, ou dose única, de acordo com o cronograma da Secretaria Municipal de Saúde em relação à idade da pessoa.

Ônibus e vans de turismo só vão poder entrar na cidade com a apresentação do documento. Quem quer fazer turismo náutico e usar bugres e quadriciclos também precisa do passaporte.

 

Crédito: bandnewsfmrio.com.br

Três acusados de envolvimento com milícia são presos em Arraial do Cabo, RJ; dois são suspeitos de duplo homicídio em Nova Iguaçu

Três homens foram presos na manhã desta terça-feira (23) em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio. Eles são apontados pela Polícia Civil como milicianos. Dois deles são suspeitos, ainda, de executarem dois homens em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Segundo a Polícia Civil, as vítimas do duplo homicídio eram dois jovens, que a polícia acredita que tinham envolvimento com o tráfico de drogas. O crime aconteceu no dia 2 de junho deste ano.

Os presos com mandados de prisão temporária por duplo homicídio têm 31 e 32 anos. O terceiro preso tem 36 anos, contra ele foi cumprido mandado de prisão preventiva por crime de constituição de milícia privada.

A ação foi realizada por Policiais Civis da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense-DHBF, coordenados pelo Delegado Titular, Uriel Alcântara Machado.

A polícia teve acesso a um vídeo que foi publicado nas redes sociais na época das execuções e mostra o momento em que o suspeito de 32 anos atira contra as vítimas que estavam deitadas no chão. O suspeito de 31 anos dirigia o carro usado no crime.

Investigações do duplo homicídio

A polícia trabalha com a possibilidade de que as vítimas estivessem envolvidas no tráfico de drogas no Morro do Cotó, em Nova Iguaçu, de onde estavam caminhando quando foram abordadas pelos autores no meio da rua e obrigados a deitarem no chão para serem executados. Ainda de acordo com a polícia, o homem que efetuou os disparos já tinha sido preso pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense em maio de 2020, e já estava em liberdade.

Os dois executores foram identificados e tiveram suas prisões temporárias decretadas pela Justiça. Na época, os criminosos fugiram da localidade onde agiam. Recentemente, a polícia recebeu informações de que eles estavam escondidos em Arraial do Cabo.

Os policiais da DHBF realizaram trabalho de inteligência e monitoramento e localizaram e prenderam os dois foragidos em casas no distrito de Figueira, onde supostamente estavam aliados a outros criminosos envolvidos em homicídios e atividades típicas de milícia.

Junto com a dupla também estava também o terceiro preso, que foi investigado pela DHBF e é réu em ação penal por grupo de milicianos que agia no bairro Cerâmica e adjacências em Nova Iguaçu e estava foragido desde maio de 2020.

Crédito: g1.globo.com

Justiça concede habeas corpus para ex-prefeito de Arraial do Cabo

A Justiça aceitou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-prefeito de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, Renatinho Vianna. Ele era considerado foragido por suspeitas de participar de uma organização criminosa responsável por invasões e exploração de terrenos no Parque Estadual Costa do Sol.

O habeas corpus foi concedido pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio.

O ex-prefeito estava foragido desde o dia que a operação Parque Livre foi deflagrada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil, no fim de agosto.

Em um trecho da decisão, o desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado explicou que, como Renatinho já não exerce função pública, a prisão não seria proporcional ou adequada. Ainda segundo o desembargador, se for o caso, o ex-prefeito seja proibido de se comunicar com os outros acusados.

Em nota, a Promotoria de Justiça de Arraial do Cabo informou que com a decisão do desembargador, a prisão do ex-prefeito foi revogada.

Com isso, não há mais mandado de prisão contra Renatinho.

Ainda segundo a Promotoria, das pessoas denunciadas, três continuam foragidas.

A defesa de Renatinho Vianna não se pronunciou sobre a decisão.

Fonte: g1.globo.com

Arraial do Cabo recebe visita de baleias e encanta turistas

Quem estava no mar de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, pôde observar grupos dos mamíferos passando no local. As baleias, que procuram o litoral do Rio de Janeiro em períodos de reprodução, encantam cariocas e turistas. Nos meses de junho a agosto, elas saem do sul do continente em direção ao sul da Bahia.

De acordo com especialistas, pelo menos, 20 mil baleias, geralmente das espécies franca e jubarte, passam pelo litoral do Rio nessa temporada.

Elas chegam a medir 16 metros e a pesar 30 toneladas. Além de Arraial do Cabo, os animais já foram flagrados nas praias da capital fluminense e também em Niterói.

 

Créditos: Band News FM Rio