Mulher joga cerveja no rosto de PM em Cuiabá e vai presa

Uma mulher foi presa, nessa terça-feira (12/10), após jogar cerveja em um policial militar, no bairro Popular, em Cuiabá, Mato Grosso.

A mulher foi identificada como Nildes de Souza. Imagens que circulam em redes sociais mostram o momento em que ela arremessa a bebida contra o agente, que pula uma cerca e, com a ajuda de colegas, efetua a prisão.

“Eu sou federal, desgraçado. Eu sou federal”, grita Nildes, ao ser imobilizada, enquanto uma testemunha grita aos PMs que “ela é mulher”.

Ela foi autuada em flagrante por desacato e resistência à prisão e depois encaminhada para audiência de custódia da justiça.

Ambev anuncia aumento no preço da cerveja a partir de outubro

A Ambev, proprietária das marcas Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia e Stella Artois, anunciou ontem (28) à noite o aumento do preço das cervejas. A empresa fez o anúncio através de comunicado enviada a clientes e distribuidores e afirmou que o reajuste vai seguir a variação da inflação, dos custos, câmbio e carga tributária.

De acordo com a Ambev, o reajuste pode variar entre regiões, marcas, embalagens e segmentos. A cervejaria diz que “reforçamos o nosso compromisso com a competitividade das nossas marcas no mercado, visando sempre a boa performance do volume de vendas da indústria”.

A Ambev ainda não informou qual será a faixa de reajustes. No entanto, segundo o site Metrópoles, em São Paulo, donos de bares e restaurantes já estão planejando aumento de 5% a 6% no valor de cervejas e chopp a partir de outubro.

A Ambev, que concentra 60% de participação de mercado no Brasil, não informou qual será a faixa de reajustes. De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o aumento de preços deve ser alinhado com a inflação acumulada nos últimos 12 meses, ou seja, em torno de 10%.

“Reforçamos o nosso compromisso com a competitividade das nossas marcas no mercado, visando sempre a boa performance do volume de vendas da indústria”, diz a Ambev no comunicado.

 

Fonte: A Tribuna

Polícia estoura fábrica clandestina de bebidas na Baixada Fluminense

Policiais civis da 59ª DP (Duque de Caxias) estouraram uma fábrica clandestina de bebidas em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, nesta quarta-feira (24/02). Segundo os agentes, os acusados adquiriam cervejas mais baratas, retiravam os rótulos das garrafas e trocavam por marcas de maior valor no mercado para lucrar indevidamente. Quatro pessoas foram presas em flagrante.

A fábrica funcionava no Parque Boa Vista, onde os agentes foram checar uma informação. Ao avistar o depósito, a equipe da 59ª DP percebeu uma movimentação, entrou no lugar e encontrou diversas caixas de cerveja, garrafas sem rótulos, instrumentos para fixar as tampas e material para colar as marcas. Os policiais também encontraram um tonel com água, que era utilizado para auxiliar a remover os rótulos.

 

Os acusados presos são de diferentes estados. Segundo a 59ª DP, as investigações vão continuar para apurar a participação de outras pessoas no crime.
Fonte: rj.gov.br