Teleférico do Complexo do Alemão pode ser reativado após acordo do Governo do estado

O governo do Rio fecha acordo para reativação do Teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. O anúncio foi feito na última sexta-feira (12) durante a passagem do governador Cláudio Castro pela França.

O político visitou a fábrica da Poma, empresa que detém a exclusividade do sistema eletromecânico do equipamento. No local, foi definida a entrega da proposta técnica para a retomada do modal, com cronograma e orçamento para realização das obras, em dezembro.

Cláudio Castro recebeu uma proposta da empresa francesa, que elaborou um relatório técnico de danos durante vistoria do equipamento em setembro. Uma análise detalhada em relação aos custos foi solicitada. O governador comemorou o acerto com a Poma.

Segundo o governo, as obras para a recuperação do sistema, que incluem instalações hidráulicas e sanitárias, vão ser realizadas pela Secretaria de Infraestrutura e Obras.

Essa primeira fase de intervenções deve durar de 10 a 12 meses e está orçada em R$ 10 milhões. Os recursos vão ser oriundos da concessão dos serviços da Cedae.

O secretário estadual de Infraestrutura, Max Lemos, classificou como importante a reunião na França.

Inaugurado em 2011, em obras que custaram mais de R$ 250 milhões, o Teleférico do Alemão deixou de operar em 2016.

Com percurso total de 3,5 quilômetros e 152 gôndolas, o teleférico pode atender 10 mil moradores das comunidades de Bonsucesso, Adeus, Baiana, Alemão, Itararé e Palmeiras. No total, o deslocamento dura 16 minutos.

 

 

Crédito: bandnewsfmrio.com.br

CineCarioca reabre após quase dois anos fechado no Complexo do Alemão

O CineCarioca da comunidade Nova Brasília, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio, reabre a partir da semana que vem, após quase dois anos fechado.

Os ingressos vão ter preços populares, com valor máximo de R$ 10 a inteira. Moradores do Alemão pagam meia entrada. O cinema deve promover, no mínimo, quatro sessões diárias de filmes.

A Prefeitura lançou, por meio da RioFilme, o novo edital de licitação.

A empresa vencedora tem sede no Alemão e é administrada por um antigo funcionário do cinema, que já trabalhava no CineCarioca Nova Brasília desde a inauguração, em 2010.

Fonte: BandNews

Preso em Araruama homem suspeito de integrar o tráfico do Complexo do Alemão

Um tiroteio na cidade de Araruama terminou com a prisão de um suspeito de integrar o tráfico de drogas do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O caso aconteceu na terça-feira (12).

De acordo com a 118ª DP (Araruama), policiais da distrital, em ação conjunta com a Polícia Militar, conseguiram localizar o suspeito no centro da cidade. A investigação apurou que ele estava transportando drogas para a região.

Ao ser abordado o criminoso tentou fugir. Houve perseguição e confronto. Durante a troca de tiros, o suspeito acabou baleado. Ele foi socorrido a uma unidade de saúde da região.

Seu estado de saúde não foi divulgado. Assim que receber alta, ele será encaminhado para a 118ª DP e, em seguida, ao Sistema Prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

 

Fonte: atribunarj.com.br

Tiroteio intenso no Complexo do Alemão

Um intenso tiroteio, que dura quase três horas, assusta moradores do Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira. Nas redes sociais, internautas relataram a presença de policiais miliares, incluindo um blindado. Há também relatos de diversos tiros e explosões de granadas em vários pontos da comunidade.

No Twitter, o perfil Onde Tem Tiroteio RJ alertou, às 8h28, sobre tiros no Alemão. Procurada, a Polícia Militar ainda não confirmou se há operação na localidade.

O perfil no Facebook do “Voz das Comunidades” publicou uma denúncia de truculência contra PMs. Segundo eles, o cinegrafista Renato Moura foi revistado, teve seu celular quebrado.

O criador do jornal comunitário, Renê Silva, afirmou que a equipe vai denunciar o caso na Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Ele ainda disse, que depois de quebrado, o celular foi confiscado pelos agentes. A PM ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.

 

Fonte: odia.ig.com.br