Vítimas do desabamento de calçada recebem alta de hospitais em Joinville

Trinta e três pessoas que foram encaminhadas ao hospital após a queda de uma calçada que cedeu em Joinville, no Norte catarinense, na noite de segunda-feira (22), receberam alta. Em nota divulgada na madrugada desta terça-feira (23), a administração municipal informou que nenhuma das vítimas sofreu ferimentos graves.

O caso ocorreu durante uma apresentação de Natal e a estrutura que desabou passa sobre uma galeria fluvial. Equipes isolaram a área após o acidente. O trânsito na Avenida Beira-rio também foi bloqueado no trecho. Nesta manhã, às 10h, está previsto uma perícia no local.

O g1 SC tentou contato com a Defesa Civil para saber o que motivou a queda da estrutura e há risco de novos desabamentos. Até as 9h, não houve retorno.

Inicialmente, a prefeitura informou que o Hospital Infantil de Joinville recebeu 11 crianças. Outros 19 adultos teriam sido atendidos no Hospital Municipal São José de Joinville. A confirmação da internação de outros dois adultos e uma criança foi feita somente durante a madrugada.

 

Crédito: g1

Criança de dois anos morre no desabamento em São Gonçalo

As fortes chuvas que caíram nas últimas horas, no município de São Gonçalo, causaram uma tragédia, na madrugada de hoje. De acordo com as primeiras informações, uma criança, de 2 ano, morreu durante um desabamento que ocorreu, na comunidade do Feijão, no bairro Paraíso. O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado por volta da meia-noite para uma travessa situado no bairro, onde constataram o desabamento e morte da criança.

De acordo com informações da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, além da ocorrência com vítima fatal, vários chamados foram registrados em pontos diferentes do município, com cerca de dez solicitações, como três de queda de muros, nos bairros Porto Velho, Covanca, e Tribobó, além de alagamentos, em Neves e Venda Cruz, risco de queda de árvore, em Vila Lage, deslizamento no bairro Jardim Catarina, e risco de desabamento no Pita, entre outras.

Com relação ao desabamento que vitimou a criança, a Defesa Civil informou em seguida que fez a vistoria e interditou o local. Informação de momento é que está acontecendo um vazamento de gás que será avaliado pelos bombeiros. Haviam quatro pessoas no cômodo da casa no momento do desabamento, e o resgate da criança levou cerca de duas horas.

O Corpo de Bombeiros acrescentou que durante a realização do trabalho, chegaram a ser intimidados por criminosos ligados ao tráfico na localidade onde ocorreu o desabamento. na localidade, apenas uma casa foi atingida mas tem outros imóveis a perigo e devem ser interditados.

 

De acordo com informações do Climatempo, a previsão meteorológica para hoje é que novas pancadas de chuva ocorram na região, com o céu permanecendo nublado. A mínima registrada será de 22 graus, nos períodos da noite e da madrugada, e a máxima será de 27°C, no período da tarde. Em caso de emergência, a Defesa Civil de São Gonçalo disponibilizou os telefones 199 ou 2601-0199.

 

Fonte: atribunarj.com

Bombeiros encontram mais três corpos em escombros na Muzema

Os bombeiros encontraram na manhã desta terça-feira (16) mais três corpos nos escombros dos dois prédios que caíram na comunidade da Muzema, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na última sexta (12). Durante a madrugada, as equipes já tinham encontrado o corpo de uma mulher, por volta das 4h30. Com isso, sobe para 15 o total de mortos.

Segundo informações iniciais, entre os três últimos corpos encontrados, havia uma mulher grávida. Os outros dois eram uma mãe e um filho.

Os corpos ainda não foram identificados. Nove pessoas permanecem desaparecidas. As buscas nos escombros entraram no quinto dia na manhã desta terça.

Enterros

Mais três vítimas do desmoronamento dos prédios na Muzema foram enterradas na tarde desta segunda-feira (15). Os corpos de Maria Silvia de Abreu, de 49 anos, de Zenilda Bispo Amorim, de 38 anos, e o filho dela, Juan Amorim Rodrigues, de 10 anos, foram sepultados no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Norte do Rio.

Maria Silva de Abreu foi a segunda vítima da tragédia a ser enterrada. Ela foi encontrada na noite do último domingo (14). Os vizinhos contaram que ouviram gritos de Maria sob os escombros no dia do desabamento. Sob o caixão da vítima, amigos e familiares colocaram uma foto dela.

A mãe e o filho que também foram enterrados na tarde de segunda-feira foram encontrados praticamente ao mesmo tempo na noite do último sábado. Os caixões seguiram lado a lado durante a cerimônia.

Um homem foi soterrado e resgatado com vida após o desabamento em Niterói

A forte chuva que caiu na cidade de Niterói na noite desta segunda-feira (8), um homem ficou soterrado após sua residência desabar no Morro do Cavalão. De acordo com os Bombeiros, a vítima, um homem ainda não identificado, foi encaminhado para o Hospital Estadual Azevedo Lima com vida.

A Defesa Civil de Niterói informa que a cidade entrou em estágio de alerta às 10h51 desta terça-feira (9), devido aos registros de acumulados significativos de chuva no município nas últimas 24 horas e permanência de previsão de chuva moderada ao longo do dia. Equipes do órgão, que estão de prontidão, acionaram as sirenes no Morro do Estado, no Centro, no Morro do Bumba, no Viçoso Jardim, Alarico de Souza e Travessa Beltrão, em Santa Rosa, e em Jurujuba por medida de prevenção, devido ao volume de chuvas. As famílias foram encaminhadas para os pontos de apoio, onde foram atendidas por assistentes sociais e psicólogos da Prefeitura de Niterói.

De acordo com a Defesa Civil, no Morro do Cavalão, em Icaraí, um deslizamento provocou o desabamento de três imóveis. Uma vítima foi resgata e levada pela equipe do Corpo de Bombeiros para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca. Outros cinco imóveis foram interditados preventivamente no Morro do Cavalão. A Secretaria de Assistência Social ofereceu acolhimento nos abrigos do Município para as famílias que solicitaram o serviço.

Os maiores acumulados registrados em uma hora, na manhã desta terça-feira foram no Morro do Estado (18,8 mm), Jurujuba (10,8 mm), Morro do Palácio (7,0 mm) e São Francisco (6,6 mm).

Funcionários da Prefeitura de Niterói, incluindo equipes da Defesa Civil, Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Companhia de Limpeza (Clin), Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) e Nittrans estão atuando em diferentes pontos da cidade.

O Centro de Monitoramento e Operações da Defesa Civil de Niterói informa que núcleos de chuva, com intensidade moderada/forte, atuam neste momento (10h57) em pontos isolados da cidade. Há previsão de pancadas de chuva nas próximas horas.

Informação – A Defesa Civil pede que a população acompanhe os canais de comunicação da Prefeitura de Niterói. O Município conta com plantão 24h de monitoramento meteorológico, com envio detalhado de informações sobre a previsão do tempo e de avisos através do aplicativo Alerta DCNIT, SMS (40199) e grupos no WhatsApp. O Twitter (https://twitter.com/NiteroiPref) será atualizado com boletins das chuvas. A Defesa Civil municipal segue monitorando a situação. Em caso de emergência, o cidadão deve ligar 199 ou 2620-0199.

Fonte: Portal Errejota Notícias