Detran.RJ leva perícia médica itinerante a cidades do interior

Em outubro, o Detran.RJ vai oferecer as perícias itinerantes nos municípios de Macaé e Bom Jardim. O serviço nas cidades do interior facilita muito a vida do cidadão fluminense, evitando que as pessoas com deficiência física e candidatos reprovados nos exames de aptidão física e mental tenham de se deslocar a outros municípios para fazer a perícia – este é um exame necessário para a obtenção da carteira de habilitação.

No dia 19 de outubro, o atendimento será em Macaé, e no dia 26 de outubro, em Bom Jardim. Para realizar o atendimento, será necessário agendamento prévio nas unidades de habilitação de cada município. Em breve, novos locais serão divulgados.

“Além de reforçar nosso serviço na capital, estamos aumentando nossos atendimentos no interior. Esta é mais uma praticidade para que o cidadão evite se deslocar aos municípios vizinhos e tenha um atendimento de qualidade na sua região”, explica o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder.

Confira o calendário:
19/10 – Macaé;
26/10 – Bom Jardim.

 

Prefeitura de Rio Bonito, Detran e PRF fazem parceria e cidade pode ganhar Centro Integrado de Segurança Pública

Fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Rio Bonito e o Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran), o projeto ‘Detran Itinerante’ esteve na cidade no, dia 28, para que os motoristas pudessem regularizar seus veículos e documentações. A ação aconteceu no pátio da antiga sede do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), ao lado do projeto Lona na Lua, no Centro. Na oportunidade, o vice-prefeito José Américo Santos, o Meco, e o secretário de Segurança e Ordem Pública, Rafael Sodré, participaram da Live da Folha, que aconteceu durante a realização do projeto, e anunciaram a criação de um Centro Integrado de Segurança Pública na cidade, que deve abrigar a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar, Guarda Municipal, Defesa Civil, e o Departamento de Trânsito (DEGETRAN), no espaço do antigo DNER.

“A gente já está com o projeto pronto. Tudo foi capitaneado pelo Sodré e a gente está correndo atrás de verbas do governo federal e já já a gene vai ter notícia boa. A gente quer integrar as forças de segurança todas aqui. A ideia é vir PRF, PM, Guarda Municipal, Defesa Civil, Departamento de Trânsito (DEGETRAN), funcionando de forma integrada com sistema de monitoramento. São muitos projetos pra gente tentar fazer um cinturão de segurança em Rio Bonito“, disse Meco.

 

Detran Itinerante

Na ação do Detran, os motoristas que agendaram através do sistema do órgão, tiveram a oportunidade de regularizar os serviços de emplacamento, vistoria, inclusão de GNV, licenciamento anual, transferência, troca de placa para norma do Mercosul, entre outros serviços.

“Essa é uma luta da cidade de Rio Bonito. A gente encampou essa luta com o nosso governo, que é o retorno do posto de vistoria pra Rio Bonito. Nossa frota de veículos é muito grande. Nesse primeiro momento é trazer esse ‘Detran Itinerante’, em que o Detran faz as vistorias e a gente oferta um local pra eles, pra que a nossa população não se desloque daqui pra outras cidades. Estamos lutando muito com o governo do estado pra esse serviço voltar a ser fixo em Rio Bonito”, disse o vice-prefeito.

 

Semana Nacional do Trânsito

Um dia antes da chegada do ‘Detran Itinerante’, o órgão já havia participado de outra ação em parceria com a Secretaria de Segurança e Ordem Pública de Rio Bonito em comemoração a Semana Nacional do Trânsito, que aconteceu na Praça Fonseca Portela, no Centro da cidade, no dia 27. O evento teve o objetivo de conscientizar os condutores a respeitarem as leis de trânsito e contou também com a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na ocasião, a Live da Folha mostrou tudo através das redes sociais do jornal.

Os agentes da PRF que estavam presentes orientaram os condutores principalmente com relação ao uso do cinto de segurança e do capacete. Segundo o agente da Polícia Rodoviária Federal, Francisco Paulo, a conscientização gera bons resultados.

“A Semana Nacional de Trânsito é uma semana de conscientização para que seja promovida uma redução no número de acidentes no trânsito. Atualmente o número é altíssimo, tanto em vítimas fatais, como em pessoas com sequelas permanentes. E a Polícia Rodoviária Federal vem fazendo essa integração com os municípios com a finalidade de desenvolver mais ações educativas, além das repressivas. É necessário desenvolver mais ações educativas, que no final das contas, dão muito resultado. O que temos observado é que boa parte dos condutores que tem parado aqui, não usam o cinto de segurança, e alguns motociclistas também não usam capacete. E ele é alertado que se for parado novamente, vai ser autuado. Esperamos com essas ações, que o condutor comece a mudar sua postura no trânsito”, disse o policial rodoviário federal.

Ao serem conduzidos pelos agentes da Guarda Municipal a pararem para que recebessem as orientações do Detran e da PRF, os condutores receberam uma lixeira de carro, uma capa para a documentação do veículo, e um folheto explicativo com um manual básico de segurança, manutenção e condução do meio de transporte, além de uma cartilha passatempo com questões de educação para o trânsito.

De acordo com o coordenador geral de educação para o trânsito do Detran, Rodrigo Varejão, a receptividade do público alvo é sempre muito boa a cada ação que fazem pelo estado. “Nosso trabalho é de conscientização. Por mais que o condutor quando tira sua habilitação aprenda tudo, vale reforçar para que ele use os equipamentos de segurança, e use da forma correta. Ele não pode estar de capacete com a viseira suspensa, por exemplo, pois é infração de trânsito”, disse Varejão.

O secretário de Segurança e Ordem Pública, Rafael Sodré, disse que ações como essa, que a Secretaria vem promovendo, estão sendo responsáveis pela redução nos índices de acidentes na cidade. “As ações de trânsito tem que acontecer quase que diariamente porque a gente tem um Centro da cidade não muito grande pra quantidade de carros que rodam. Então em ações como essa, a gente consegue baixar os índices de multa. Por exemplo, tem baixado muito a multa por estar sem capacete, e além disso a gente tem baixado os índices de violência na cidade com as fiscalizações de trânsito”, concluiu o secretário.

 

Texto: Lívia Louzada

Foto: Tiers Rangel

 

Detran leva vistoria e perícia itinerantes a municípios do interior

Para oferecer mais praticidade à população que vive no interior fluminense, o Detran.RJ está estendendo o calendário de vistoria e perícia itinerantes para diversos municípios do estado. Os serviços, que retomaram recentemente, evitam que as pessoas precisem se deslocar a outra cidade, levando mais facilidade aos moradores de todas as regiões.

Equipes do departamento estarão nesta terça-feira, dia 28, em Rio Bonito; e no dia seguinte, quarta-feira, 29, em Iguaba Grande. É necessário realizar o agendamento por meio do teleatendimento (21 – 3460-4040/ 3460-4041/3460-4042), ou pelo site do Detran (www.detran.rj.gov.br). O atendimento será das 10h às 17h.

Neste período, o Detran.RJ também realizará a perícia médica itinerante em alguns municípios. No dia 28 de setembro, a equipe itinerante estará em Resende e, no dia 5 de outubro, em Valença, com atendimento das 10h às 14h.

Na vistoria itinerante, os moradores terão à disposição os serviços de transferência de propriedade, transferência de jurisdição, transferência de município, alteração de características, inclusão de GNV, licenciamento anual, baixa/inclusão de alienação, mudança de cor, mudança de endereço, retificação de dados, primeira licença, emplacamento e troca de placa para Mercosul, entre outros.

– Estamos cumprindo uma determinação do governador Cláudio Castro, de dar mais atenção ao interior, fazendo o Detran ficar mais próximo dos usuários de todo o estado – destaca o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder.

A volta das perícias itinerantes é uma ação da Diretoria de Habilitação do órgão, que vem ampliando, há meses, a capacidade de atendimento da perícia médica na sede do Detran, no Centro do Rio. Com isso, houve grande redução no número de perícias que estavam pendentes, por conta da pandemia. Em junho, havia cerca de 7.500 perícias para serem realizadas, número que já caiu para 1.350. A Diretoria de Habilitação prevê que, neste ritmo, o cronograma de perícias esteja normalizado dentro de dois meses.

 

Confira o calendário:

Vistoria Itinerante:

28/09 – Rio Bonito
29/09 – Iguaba Grande

Perícia Médica Itinerante:

28/09 – Resende
05/10 – Valença

Iguaba Grande terá mutirão vistoria itinerante do Detran dia 29 de setembro

RJ promove, na próxima quarta-feira (29), com o apoio da secretaria municipal de Ordem Pública, um mutirão de vistoria, em Iguaba Grande. A ação acontecerá, das 10 às 17 horas, na rua lateral ao prédio da Guarda Municipal, localizado na Av. Paulino Rodrigues de Souza, nº 2017, Centro Iguaba.

Os donos de veículos terão à disposição os serviços de transferência de propriedade, transferência de jurisdição, transferência de município, alteração de características, inclusão de GNV, licenciamento anual, baixa/inclusão de alienação, mudança de cor, mudança de endereço, retificação de dados, primeira licença, emplacamento e troca de placa para Mercosul, entre outros.

O usuário deve marcar o serviço pelo site do Detran (www.detran.rj.gov.br) ou pelo Teleatendimento, nos números (21) 3460-4040, 3460-4041 ou 3460-4042, das 6h às 21h.

É importante ressaltar que segundo a portaria 5.533 do Detran, a vistoria exigida atualmente é apenas para os automóveis submetidos a transferência de município, estado ou propriedade, além de veículos coletivos de passageiros – ônibus, micro-ônibus e veículos de carga e de transporte escolar.

Os demais estão dispensados da inspeção, mas seus proprietários deverão pagar as taxas de licenciamento e de emissão de documento. E em relação as vistorias não realizadas em anos anteriores, os proprietários desses veículos também não precisarão fazê-las, mas deverão pagar o Seguro DPVAT e a Guia de Regularização de Taxas (GRT)

A prefeitura ainda reforça que é preciso respeitar o horário agendado, sem antecipação ou atrasos, para que não ocorram filas e aglomerações.

Pessoas com deficiência têm direito a isenção de taxas para documentos

O Detran.RJ reforça a informação de que as pessoas com deficiência não precisam pagar taxa para tirar ou renovar a carteira de habilitação (CNH). E também que não é necessário o público PCD pagar taxa para obter a primeira ou a segunda via da carteira de identidade.

A isenção de taxa para primeira via ou renovação de CNH é assegurada pela Lei Estadual 4883, de 1º de novembro de 2006. Para solicitar a isenção, a pessoa com deficiência deve abrir um processo administrativo com esse pedido e apresentar um laudo médico com o tipo e o grau da deficiência – incluindo o código da tabela CID. O laudo precisa ter menos de 180 dias.

Além do requerimento, o usuário precisa apresentar cópias de identidade, CPF e comprovante de residência. Nos casos de renovação da CNH, precisa ser apresentada a carteira vencida. O processo administrativo deve ser aberto na sede do Detran, no Centro do Rio, e também nas Ciretrans e nos Sats.

Se o pedido for aceito, o usuário será chamado a comparecer ao Detran para completar o processo e fazer os exames médicos relativos ao serviço. As clínicas cobram por esses exames. Para obter uma carteira de forma totalmente gratuita, o PCD pode se inscrever no programa Cidadania Sobre Rodas, do Detran, que oferece aulas teóricas e práticas de direção.

Para tirar a carteira de identidade, o procedimento é diferente. Basta entrar no site do Detran e escolher o serviço no setor de identificação civil. Não é necessário pagar taxa nem para a primeira via nem para a segunda via, mas a pessoa com deficiência também precisa estar com o laudo médico contendo o tipo e o grau da deficiência e o respectivo código CID.

Sem um laudo com essas descrições, o usuário PCD não conseguirá emitir a carteira diferenciada e obter o crachá descritivo, que contém todas as informações extras necessárias. Caso o usuário queira, o crachá poderá conter também os remédios de uso contínuo, os tipos de alergia e os contatos a serem acionados em caso de necessidade.