Prefeitura planeja retorno das aulas presenciais de forma híbrida em abril

Em função da estabilização dos indicadores da Covid-19 em Maricá, que apontam um platô epidemiológico na pandemia, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, planeja um retorno presencial da rede municipal de ensino em modalidade híbrida já para o início do mês de abril, com data indicativa do dia 05.

A decisão é embasada no acompanhamento feito pelo Gabinete de Ação para a Covid-19 e no cenário de retomada das atividades econômicas na cidade. Diante da expectativa de avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19 no município – que já aplicou 4.500 vacinas desde o dia 19 de janeiro, quando as primeiras doses de imunizante chegaram à cidade, e não sofreu interrupção como em outros locais – foi possível traçar um planejamento de retorno às aulas da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) com sistema de revezamento, conforme o ano de escolaridade.

Segundo o cronograma, voltarão para as salas de aula os estudantes que tenham sido autorizados pelos pais ou responsáveis, mediante assinatura de termo específico, que não possuam comorbidades e que estejam na semana programada para seu retorno. Os alunos cujos responsáveis não autorizarem o retorno ou que possuam comorbidades permanecerão no ensino exclusivamente remoto.

As aulas presenciais acontecerão em sistema de rodízio, exceto para as turmas de berçário. Estas, embora já inseridas no calendário, terão retorno de acordo com a análise de condições de saúde.

De acordo com a secretária de Educação, Adriana da Costa, o cronograma foi pensado de modo a ampliar gradativamente o número de estudantes, de forma que a escola pudesse receber os primeiros alunos, entender a nova dinâmica escolar (após um ano sem aula presencial) e corrigir pontos de melhoria que forem identificados. Nesse sentido, retornam dois anos do primeiro segmento e dois anos do segundo segmento (2º, 5º, 6º e 9º).

“A escola é espaço de aprendizado não só de conteúdos, mas também de aspectos coletivos, emocionais e sociais, como saúde pública. No processo de acolhida desses alunos na escola, abordamos com os orientadores esse tema da pandemia que será trabalhado com os estudantes, principalmente sabendo que acabam sendo difusores de práticas sociais importantes em casa. É um desafio a ser enfrentado com muita responsabilidade e consciência coletiva”, afirmou.

Para a secretária de Saúde, Simone Costa, a perspectiva de retorno dentro desse prazo se torna válida a partir da manutenção dos atuais indicadores nos patamares de estabilidade ou com tendência de queda.

“Sabemos que o nosso município tem uma situação diferente de outros locais, e esse prazo de um mês nos dá segurança para que esse retorno se dê de forma permanente, dentro de todos os protocolos recomendados para estas atividades”, afirma, lembrando que a imunização na cidade avançou bastante junto aos idosos, um ponto importante na relação entre expansão da doença e a atividade escolar, já que muitos pais na cidade deixam os filhos com os avós para poderem trabalhar.

No Ensino Fundamental, o rodízio será semanal, com cada turma dividida em dois grupos, A e B, que contará com 50% dos estudantes. Em uma semana, haverá aula presencial na unidade escolar e, na semana seguinte, aula em modalidade remota.

Já na Educação Infantil, o rodízio será quinzenal e dividido por etapas de ensino. Nesse sentido, em uma quinzena irão todos os alunos de Pré II (5 anos) e M II (3 anos) e, na quinzena seguinte, todos os alunos de Pré (4 anos) e M I (2 anos).

Em respeito aos protocolos de segurança no combate ao vírus, os alunos terão três horas de aulas presenciais, o que representa redução de carga horária. Com isso, as escolas organizarão os sistemas de entrada e saída para não haver aglomerações.

Todos os alunos usarão máscaras o tempo todo e terão suas temperaturas aferidas na entrada da unidade escolar. Caso algum estudante apresente sintomas de Covid-19 (febre, dor de cabeça, falta de ar e falta de paladar), a direção o encaminhará para um espaço isolado específico até que ele possa sair da unidade, além de manter uma comunicação com a Unidade Básica de Saúde de referência da escola.

Para a segurança de todos, haverá espaçamento maior entre as carteiras dentro das salas. Nas áreas de alimentação escolar, as unidades organizarão horários e espaços específicos para que haja o maior distanciamento possível nesse momento. No interior do transporte escolar, todos utilizarão máscaras e terão as mãos higienizadas com álcool em gel.

As unidades estarão totalmente preparadas para receber os alunos. Haverá álcool 70 nas salas de aula, em dispensers nas áreas de circulação e sabão nos banheiros e refeitórios. As escolas também estão equipadas com termômetros e todos os alunos receberão máscaras de tecido.

A redução da carga horária possibilita um cuidado maior com higienização dos ambientes (principalmente carteiras e mesas com a utilização de álcool 70). Os objetos de uso comum, como equipamentos de aulas de Educação Física ou instrumentos de cozinha serão higienizados antes e após o uso. Cada aluno é responsável pela própria garrafinha ou copo d’água, não havendo bebedouros que permitam contato direto com a boca.

Com relação à didática de aula, a rede de ensino, em fevereiro, realizou movimento de readequação dos referenciais curriculares, para considerar os conteúdos e habilidades dos anos letivos de 2020 e 2021. Nesse sentido, o conteúdo desse ano já está adaptado para considerar o período do ano letivo de 2020. Além disso, conforme resultados de aprendizagem, indicados pela avaliação diagnóstica realizada com toda a rede no mês de fevereiro, o professor pode readaptar o processo de ensino.

 

Cabo Frio: Matrículas para escolas inclusivas estão abertas

Começou nesta terça-feira 2 de Março o período de matrículas para duas escolas municipais inclusivas em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio.

As escolas Arlete Rosa Castanho, no bairro Vila Nova, recebe estudantes surdos. A escola Professora Renato Azevedo, no bairro São Francisco, tem aulas para alunos com deficiências múltiplas e autismo.

A matrícula deve ser realizada de forma presencial às terças e quintas das 8h às 13h.

Neste período, a matrícula pode ser feita para novos alunos, incluindo aqueles que estão sendo transferidos para a rede municipal, respeitando as especificidades dessas escolas.

Para a realização da matrícula, pais, responsáveis ou alunos acima de 18 anos precisam apresentar os seguintes documentos:

  • Duas fotos 3×4;
  • Cópia da certidão de nascimento ou casamento (quando possuir);
  • Cópia do título de eleitor (quando maior de idade);
  • Cópia do comprovante de alistamento militar ou certificado de reservista (quando maior de 18 anos até 45 anos e do sexo masculino);
  • Histórico escolar ou protocolo de transferência para alunos dos ensinos Fundamental, Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA);
  • Atestado de escolaridade emitido pela unidade de origem de Educação Infantil (em casos em que os alunos tenham cursado etapa em período anterior);
  • Cópia da carteira de vacinação atualizada para alunos da Educação Infantil;
  • Cópia do comprovante de residência;
  • Cópia do cartão do SUS e do Programa Bolsa Família (quando possuir);
  • Cópia do laudo que comprove deficiência, transtorno global do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação (quando for o caso).

Além das matrículas presenciais nas escolas inclusivas, nesta terça-feira 2 de Março, começa o processo de efetivação das pré-matrículas realizadas na primeira fase entre 24 e 27 de fevereiro. A confirmação das matrículas dos candidatos inscritos nessa fase acontecerá nas escolas selecionadas pelos responsáveis nos dias 02, 04, 09 e 11 de março, das 8h às 13h.

“Enquanto existir vaga, haverá a possibilidade de se fazer matrícula para todas as escolas, tanto nas unidades inclusivas quanto nas regulares”, explicou a Superintendente Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Eliana Corado.

Vale ressaltar que, para a validação da matrícula, será necessária a apresentação dos documentos previamente solicitados na Resolução nº 03 de 2021.

“É importante destacar que o candidato que não efetivar a matrícula na unidade escolar no período previsto no cronograma geral perderá o direito à vaga, que será disponibilizada para o procedimento de matrícula posterior”, explica Eliana Corado.

Fonte: g1.globo.com

Silva Jardim: Ano letivo começa a partir de hoje nas escolas públicas

O ano letivo nas escolas públicas de Silva Jardim, no interior do Rio, retorna a partir de hoje – segunda-feira (22), de acordo com a Secretaria Municipal de Educação. Segundo a Prefeitura, as aulas permanecem de maneira remota, assim como no ano passado, desde o início da pandemia da Covid-19.

O município informou que serão oferecidas atividades complementares, sendo em plataforma virtual e impressas, para todos os alunos da rede municipal. Os estudantes podem acessar a plataforma para ouvir orientações e obras literárias ou musicais, além de terem acesso a informações, entre outras atividades, sem sair de casa.

Já as atividades impressas, efetuadas de maneira remota, devem ser retiradas nas respectivas unidades escolares, onde os alunos estão matriculados. A cidade de Silva Jardim é uma entre milhares por todo o Brasil, que ainda não tem previsão para retornar com o ensino presencial na rede pública.

 

 

 

Fonte: informerj.com.br

Prefeitura de Cabo Frio faz reunião com equipe da Secretaria Municipal de Educação

Participaram de uma reunião com a equipe da Secretaria Municipal de Educação diretores de 13 regiões escolares de Cabo Frio . O encontro aconteceu no auditório da Escola Municipal Professor Edilson Duarte, no bairro Jardim Caiçara, e contou com todas as medidas de prevenção ao Covid-19. O objetivo era discutir uma agenda proposta pelos próprios diretores.

A reunião aconteceu na última sexta-feira (5), e uma das pautas era sobre os salários deixados em atraso para a nova gestão que assumiu a Prefeitura neste ano. Em apenas 35 dias de governo, a Prefeitura de Cabo Frio quitou o 13º salário de 2016 de aposentados e pensionistas do Ibascaf, pagou o salário de dezembro e um terço de férias dos servidores lotados na Secretaria de Educação, e desde meados de janeiro vem antecipando o pagamento do mês corrido das demais Secretarias Municipais.

“O nosso compromisso continua firme para colocar em dia o pagamento de todos os servidores municipais. Não descansaremos enquanto toda a dívida com nossos funcionários não estiver paga”, disse o prefeito José Bonifácio ao anunciar o pagamento de dezembro da Educação.

Na reunião com os diretores, a secretária-adjunta de Educação, Verônica Cardozo de Oliveira, contou que um dos objetivos da atual gestão é reativar o GAFCE (Grupo de Articulação e Fortalecimento dos Conselhos Escolares), e lembrou que o estatuto para isso está em fase final de preparação.

Outras demandas da pauta foram em relação à criação e divulgação de um calendário de pagamento da Educação, a contratação de vigias e outros profissionais para as escolas municipais, aquisição de mobiliários e prorrogação do mandato dos atuais diretores escolares.

“Para divulgarmos o calendário dependemos de ter recursos. A determinação do prefeito é pagar sempre que houver recurso, exatamente com foi feito em janeiro. Sobre os vigias estamos correndo contra o tempo, porque o contrato deles terminou em dezembro, mas já demos entrada no processo emergencial junto à Procuradoria com vários documentos anexados justificando a necessidade dessa contratação. Da mesma forma, estamos fazendo com outros profissionais, conforme nos foi recomendado pelo Ministério Público para que todo o processo esteja legalizado. Sobre os mobiliários, já temos um processo de compra em andamento, e sobre a prorrogação do mandato vamos conversar com o prefeito, mas eu defendo a prorrogação até o final do ano”, explicou o secretário de Educação, Flávio Guimarães.

Ao findar a reunião, também houve eleição da nova presidência da Comissão de Diretores Escolares. Por unanimidade Jacqueline Leite Gestal, da Creche Escola Municipal Marília de Teves Moreno (Manoel Corrêa), foi eleita presidente, e Andreia Mira de Pina e Souza, da Escola Municipal Maria Etelvina Santana Fonseca (Peró), vice-presidente.

 

 

Fonte: rlagosnoticias.com.br

Começa nesta sexta(4) pré-matricula das escolas da rede estadual

A Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (Seeduc-RJ) abre, nesta sexta-feira (4), o período de pré-matrículas para escolas da rede pública. São mais de mil unidades de ensino estaduais com oportunidades disponíveis. As inscrições devem ser feitas pelo site Matrícula Fácil (www.matriculafacil.rj.gov.br).

A Seeduc reforça que a 1ª fase da pré-matrícula não acontece por ordem de inscrição. Os estudantes são alocados obedecendo aos seguintes critérios do Estatuto da Criança e do Adolescente, nesta ordem:

1 – preferência à pessoa com deficiência; 2 – preferência para crianças e adolescentes até 18 anos incompletos; 3 – permanência na Rede Pública de Ensino; 4 – proximidade da residência; 5 – em caso de empate, a prioridade será para o aluno mais novo.

No site Matrícula Fácil, o aluno encontrará informações sobre como se inscrever; escolas com vagas disponíveis; idade para cada série ofertada; como e quando confirmar a matrícula na escola.

No dia 30 de dezembro, o resultado da alocação será divulgado no site Matrícula Fácil. Na página, o responsável – ou o aluno maior de 18 anos – poderá verificar o dia e o horário agendados para que compareça à escola e realize a confirmação da matrícula, no período de 4 a 14 de janeiro de 2021.

A matrícula informatizada conta com a parceria do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj).

Matrículas especiais

Para o ano letivo de 2021, a Seeduc prevê uma matrícula especial para que os estudantes de terminalidade do Ensino Médio possam aprofundar o conteúdo do último ano, caso desejem. O calendário para essas matrículas especiais está sendo elaborado pela pasta e será divulgado em separado.

SERVIÇO PRÉ-MATRÍCULA

Período de pré-matrículas pela internet: de 4 a 22 de dezembro (www.matriculafacil.rj.gov.br)

Resultado da alocação: 30 de dezembro (divulgação no site www.matriculafacil.rj.gov.br)

Confirmação da pré-matrícula: de 04 a 14 de janeiro de 2021 (em dia e horário informados no www.matriculafacil.rj.gov.br)

 

Fonte: ofluminense.com.br