Mestre-Sala e Porta-Bandeira são considerados Patrimônio Cultural do RJ

As funções de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, símbolos do Carnaval, se tornam Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio. O decreto foi sancionado pelo governador Cláudio Castro e publicado no Diário Oficial na quinta-feira (13).

O desempenho do casal é um dos quesitos de avaliação dos jurados nos desfiles das escolas de samba da Sapucaí.

A lei prevê apoio do Poder Executivo em ações que valorizem e divulguem do novo bem imaterial. As funções já possuem uma data comemorativa no Brasil, celebrando o Dia Nacional do Mestre-Sala e Porta-Bandeira no dia 24 de novembro.

 

Crédito: Band News

Servidores têm até fevereiro para fazer suas declarações de patrimônio

A data da entrega da declaração de bens e valores ao SISPATRI, o Sistema de Controle de Bens Patrimoniais dos Agentes Públicos do Poder Executivo Estadual, começa no dia 07/12/2020 com prazo de 60 dias, indo até o dia 04/02/2021.

Na declaração desse ano, não haverá mudanças no sistema em relação ao ano passado e o procedimento para envio da declaração será igual. O acesso será feito por meio do Portal do Servidor e não será necessário qualquer programa específico para enviar a documentação.

Em caso de dúvidas os servidores deverão procurar os responsáveis pelo RH de seus respectivos órgãos, eles possuem um novo canal de comunicação com a CGE para demais dúvidas dos gestores. Este sistema será de uso exclusivo para os setores de RH, onde será possível realizar solicitações, sanar dúvidas e questionamentos referentes ao funcionamento do SISPATRI, além da possibilidade de acompanhar o andamento das aberturas dos chamados.

Passo a passo

Etapas do preenchimento do Sispatri:

Legenda tela 1: Acesse o site www.servidor.rj.gov.br, na aba do lado direito insira sua ID funcional e senha

Legenda tela 2: Na página inicial do portal, no índice que aparece na parte de cima, clique em Sispatri

Legenda tela 3: Clique em “envie sua declaração” logo abaixo do símbolo do Sispatri

Legenda tela 4: São três opções para enviar a declaração: preencher todos os dados, importar a declaração do Imposto de Renda 2020 (arquivo em formato “.DEC”) ou copiar a declaração entregue ao Sispatri em 2019 e atualizar os dados, se necessário. É possível parar o preenchimento e continuar em outro momento.

Legenda tela 5: Caso o servidor escolha por preencher todos os dados desde o início, basta inserir as informações solicitadas e clicar em confirmar e avançar ao final de cada etapa. É possível verificar os dados inseridos sobre os bens na plataforma clicando em verificar.

 

Fonte: rj.gov.br

Arte da Tapeçaria em Maricá é tombada pela prefeitura

A prefeitura de Maricá decretou que a Arte da Tapeçaria do Espraiado agora é Patrimônio Histórico, Artístico, Ambiental e Cultural do município.

O subsecretário de Comércio, Empreendedorismo e Defesa do Consumidor, Luciano Leal, contou que a iniciativa pretende estimular o crescimento da arte. E que essa iniciativa é uma forma de fortalecer as raízes culturais da cidade. “Antes de pensar em futuro é importante conhecer e preservar na memória e fontes culturais, no sentido da afirmação de sua identidade e pertinência a sua cidade. Se as pessoas têm conhecimento de suas próprias origens e conscientemente sabem da relevância das mesmas para suas vidas, passarão a valorizar transmitindo-o para as gerações futuras”, completou.

“O tombamento é muito importante para que a arte fique viva, senão daqui a pouco ninguém fala mais sobre – ninguém mais aprende a tapeçaria”, disse a tapeceira Maria de Lourdes Pereira.

“A gente já considerava a tapeçaria patrimônio de Maricá desde que a Madeleine Colaço escolheu o Espraiado para viver. Agora, com o tombamento, a gente pode ter mais força, mais esperança de que a nossa arte não vai acabar. Com o apoio da Prefeitura estamos esperançosas de que tudo vai melhorar”, contou Ilma Macedo, que é coordenadora do grupo das tapeceiras.

Ela explicou o porquê do diferencial da arte. “Todas as telas são peças únicas, não sei em outros lugares, mas aqui inclusive fazemos pontos diferenciais, como o “rabo de rato”. Não tem bordado com esse ponto, ele foi criado pela Madeleine Colaço, que deu certo. Até hoje esse ponto é um destaque aqui para a gente”, disse.

No próximo domingo, (02/02), será realizado mais uma edição do evento “Espraiado de Portas Abertas”, onde são apresentadas bebidas, comidas, artesanato e músicas típicas do local. As obras de tapeçaria estarão disponíveis para os visitantes durante a festa. O ateliê das tapeceiras do Espraiado fica na Estrada Duas Águas, em frente ao Bar do Djalma.