Covid-19: 105 mil idosos do Rio não tomaram dose de reforço da vacina

Ao menos 105 mil idosos a partir de 75 anos que completaram o esquema vacinal contra a covid-19 ainda não retornaram aos postos de saúde para receber a dose de reforço, que começou a ser aplicada no dia 13 de setembro, na cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com o painel da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na faixa etária a partir de 80 anos, um total de 8.941 não se vacinaram e 9.622 tomaram apenas a primeira dose. O esquema completo com as duas doses foi aplicada em 55.394 pessoas e 146.309 receberam a dose de reforço.

Entre as pessoas de 75 a 79 anos, a estimativa é que 100% do público-alvo tenha tomado ao menos a primeira dose, sendo que 13.725 tomaram apenas a primeira dose, 49.954 receberam as duas doses regulares e 96.414 tomaram a dose de reforço.

Na faixa de 70 a 74 anos, a estimativa é que 8.721 pessoas não se vacinaram contra a covid-19, 4.971 receberam apenas a primeira dose, 117.125 estão com as duas doses do imunizante e 99.340 tomaram a dose de reforço.

Calendário

Pelo escalonamento por idade, podem voltar hoje (13) aos postos para receber a dose de reforço as pessoas com 70 anos ou mais. Até sábado (16), a SMS conclui o reforço nos idosos de 67 anos.

Os trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose em fevereiro também podem se vacinar a partir de hoje, assim como as pessoas com alto grau de imunossupressão que tomaram a segunda dose na cidade do Rio de Janeiro até 31 de março.

O painel da SMS indica que 85,8% da população total do município receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 e 58,5% estão com o esquema completo. Dentro do público-alvo, a partir dos 12 anos, 99,2% receberam a primeira dose e 68,3% tomaram as duas doses ou a dose única.

Hoje, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) entrega 308.880 doses da vacina da Pfizer aos 92 municípios do estado, destinadas à segunda aplicação do esquema vacinal.

 

Fonte: Agência Brasil

Operação Carnaval: fiscalização reforçada em Itaboraí

Em vigor até domingo (21/02), as medidas de restrição no período de carnaval estão sendo fiscalizadas pela Prefeitura de Itaboraí, desde a última sexta-feira (12/02). A inspeção quanto ao cumprimento das normas vigentes está a cargo da Secretaria Municipal de Segurança Pública (Guarda Municipal), Secretaria Municipal de Fazenda (Posturas), Secretaria Municipal de Transportes e a Secretaria Municipal de Saúde (Vigilância Sanitária).

De acordo com a publicação em Diário Oficial, fica vedada a realização de quaisquer eventos ou atividades festivas comemorativas do carnaval, incluindo os eventos em ambientes internos ou externos (ainda que privados), abertos à participação do público. O uso de veículos de som com concentração de pessoas fica vedado também, assim como a realização de acampamentos nas áreas públicas do município.

No primeiro dia de vigor do decreto, na última sexta-feira (12/02), agentes da Fiscalização de Posturas, acompanhados da Guarda Municipal, notificaram 15 estabelecimentos a cumprirem as medidas previstas no texto. Responsável pela operação, o assessor de fiscalização César Alexandre Chaves explica que ação teve caráter educativo para evitar aglomerações e desrespeito aos protocolos durante o Carnaval.

“Visitamos os estabelecimentos que geralmente executam atividades festivas em outras épocas e notificamos todos eles a respeito das medidas de restrição e proibição do decreto. Informamos que o descumprimento poderia acarretar penalidades previstas em Lei”, explicou.

Nos locais visitados durante os dias de Carnaval, a Fiscalização de Posturas não constatou nenhum descumprimento às medidas. Vale ressaltar que a fiscalização segue reforçada até domingo (21/02), período que encerra a validade do decreto. Nos quatro dias mais críticos da festividade, a Guarda Municipal atuou com efetivo de 120 agentes.

O controle viário ficou sob responsabilidade do Grupamento Especializado de Trânsito (GET), que contou com 14 agentes divididos em duas equipes. Até a Quarta-feira de Cinzas (17/02), os agentes já haviam aplicado 60 notificações (média diária de 15 notificações) e apenas um acidente de trânsito com vítima foi registrado, no dia 14 de fevereiro.

Segundo a Secretaria Municipal de Segurança Pública, não foram registradas ocorrências de vulto referente ao descumprimento do decreto por parte da Polícia Militar e Polícia Civil. O comandante da GM de Itaboraí, Alexandre Barbosa, considera o saldo parcial de Carnaval como positivo, ressaltando que demonstra os esforços da Prefeitura e a integração das forças municipais em fazer cumprir as determinações do decreto.

“Empenhamos um efetivo considerável para trabalhar em todo o município, para trazer tranquilidade para os munícipes. As ações da Guarda Municipal tem por objetivo proporcionar proteção aos cidadãos e segurança ao patrimônio público”, afirmou o comandante.

Proteção ambiental

Agentes da Guarda Municipal, por meio do Grupamento de Especial de Proteção Ambiental (GEPAM), também realizaram plantão 24 horas por dia no Parque Paleontológico de São José durante o Carnaval. Os guardas acompanharam 65 visitas nos quatro dias principais de festividade, fazendo orientação e controle do uso do espaço. Neste período, foram removidas quatro churrasqueiras irregulares no entorno da Lagoa de São José, além de uma jangada que também estava sendo usada de forma irregular.

 

Cabo Frio ganha reforço no patrulhamento com uma equipe de Bike Patrulha

O grupamento BPTrans, da Guarda Civil Municipal de Cabo Frio, ganhou quatro novas bicicletas que vão reforçar o patrulhamento no entorno do Boulevard Canal e da orla da Praia do Forte através do projeto “Bike Patrulha”. As bicicletas e quatro capacetes foram doados pelo empresário Gustavo Borges de Oliveira, do Restaurante Alma Carioca. Segundo a secretária de Direitos Humanos e Segurança Pública, Aglaia Olegário, essa parceria contribui muito para o reforço do patrulhamento da região central da cidade.

Agora, o Bike Patrulha conta com oito bicicletas, sendo quatro fazendo o patrulhamento da Praia do Forte, da Praça das Águas até o Canto do Forte; duas percorrendo o Boulevard Canal; e outras duas que já atuam na orla da Praia do Peró.

“No Bike Patrulha dois GCMs percorrem a área de patrulhamento usando bicicletas, o que dá mais rapidez no atendimento e na cobertura da área percorrida. Com isso melhoramos nossa pronta resposta ao cidadão por aumentamos nossa cobertura na cidade. Quero agradecer ao Gustavo pela doação das bicicletas. Parcerias como essa deixam nossa cidade mais forte”, destaca a secretária.

Para o empresário Gustavo Borges, esse tipo apoio é importante para que a cidade cresça e, ao mesmo tempo, seja segura para todos. “Ao meu ver, não podemos simplesmente só cobrar e exigir, sem fazer também a nossa parte. Todos estão vendo a situação da cidade, o momento delicado que o município está passando. Então, enquanto cidadão, me senti no dever de contribuir para que a segurança pública seja reforçada”, finalizou o empresário.

MOTOPATRULHAMENTO


A Ronda Ostensiva Municipal (Romu) também recebeu reforços: duas novas motos para compor o Motopatrulhamento de Pronta Resposta. Segundo o coordenador do grupamento, Sandro Brás da Silva, as motocicletas vão dar mais agilidade e eficácia ao trabalho da Romu.

“O deslocamento das motos é mais fácil, mesmo com o trânsito intenso. Dessa forma, os GCMs do motopatrulhamento podem chegar na frente e colocar toda a equipe a par do que está ocorrendo. Assim, a Romu terá uma pronta resposta às ocorrências, pois chegarão mais rápido ao local e deixando o atendimento à população será mais eficiente”, destaca.

 

Fonte: osaogoncalo.com.br