Número de mortos em acidentes no Réveillon cai 50% no Rio de Janeiro

Os números de acidentes, de feridos e mortos em rodovias do estado do Rio de Janeiro durante o feriado de Réveillon ficaram abaixo dos registrados no ano passado, segundo balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Com 12% menos acidentes, o número de óbitos caiu em 50% e houve 13% menos pessoas feridas.

Ao comparar os números com o período de 28 de dezembro de 2019 a 1° de janeiro de 2020, a PRF afirma que “o motorista se mostrou mais prudente ao volante”.

O balanço da PRF informa ainda que houve diminuição da quantidade de autos de infrações. O número de pessoas autuadas por dirigir sob efeito de álcool chegou a cair 89%.  Também tiveram queda as autuações por dirigir sem o uso de capacete (-79%) e transportar criança sem o uso da cadeirinha (-71%).

Em relação ao ano passado, o número de pessoas detidas por cometer crimes de trânsito caiu 31%. Já o número de veículos recuperados aumentou 22%.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Rio: bloqueios impediram aglomerações na orla no réveillon

Com a pandemia de covid-19 e o cancelamento da tradicional festa oficial de réveillon de Copacabana, poucos turistas e moradores do bairro passaram a noite da virada na praia. O esquema de trânsito e de transporte coletivo foi planejado para evitar aglomerações nos pontos tradicionais de queima de fogos da cidade do Rio de Janeiro, que não ocorreu na passagem de 2020 para 2021.

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheu 194 toneladas de resíduos produzidos durante a noite de réveillon. Na comparação com o ano passado, quando foram 762 toneladas, a redução foi de cerca de 75% no total. Considerando apenas Copacabana, a redução foi de 89%, com 39 toneladas este ano e 351 toneladas em 2020.

Entre as 21h do dia 30, quando começaram os bloqueios de trânsito determinados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), até a madrugada de hoje (1º), a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) removeu 305 veículos por estacionamento irregular em vias impedidas nas orlas das zonas sul e oeste da cidade.

Foram implantados 54 pontos de bloqueios de trânsito nos bairros de Copacabana, Ipanema, Leblon, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, para impedir o acesso de veículos não autorizados à orla e evitar aglomerações.

Nos três pontos de bloqueio em vias expressas para impedir o acesso de vans, ônibus e micro-ônibus intermunicipais, foram aplicadas no total 256 multas. Foram removidos dois veículos, que faziam transporte irregular de passageiros.

A Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques registrou 79 infrações de trânsito desde a noite do dia 30, com 49 veículos removidos por estacionamento irregular. Também foram autuados dois restaurantes da Avenida Olegário Maciel, na Barra da Tijuca, por promover aglomeração.

Já a Guarda Municipal aplicou 683 multas de trânsito, sendo 546 na orla, durante as ações de patrulhamento e fiscalização iniciadas às 7h de ontem. A maioria das multas foi por estacionamento irregular. Com a proibição de qualquer equipamento de som na orla nessa virada de ano, a Guarda Municipal apreendeu 12 caixas de som que estavam com banhistas na Praia de Ipanema.

O estacionamento na orla entre o Leme, na zona sul, e o Pontal, na zona oeste, continua proibido nos fins de semana e feriados, exceto para moradores e usuários de vagas especiais.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Réveillon de Neymar em Mangaratiba

Não foi uma festa para 500 pessoas, mas tinha bem mais que apenas os familiares e “parças” de Neymar no réveillon do jogador. O atleta renuiu também algumas beldades vips em sua mansão em Mangaratiba, na Costa Verde do Rio, para festejar a chegada de 2021.

Ney, que chegou a fazer exame de Covid-19 antes dos festejos, postou fotos apenas com os “parças” e famílias, deixando de fora as convidadas.

Foi apurado que uma outra festa paralela aconteceu na mansão que o jogador alugou, ao lado, como programado. Mas essa não podia ter registros. Mesmo assim, alguns convidados postaram fotos usando a pulseira amarela, cor escolhida para a noite de réveillon (veja abaixo).

Para a virada, Neymar opotou por um look prateado, que deu o que falar entre os internautas. No meio da noite, ele trocou de roupa, e usou uma calça branca, camiseta, tênis e bandana rosa. Veja registros:

 

 

Fonte: extra.globo.com

 

 

 

Turistas lotaram a orla de Cabo Frio e fizeram festa com queima de fogos, neste réveillon

O réveillon em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, não teve a tradicional queima de fogos promovida pela Prefeitura. Mas os turistas lotaram a orla e fizeram uma festa à parte, inclusive, com queima de fogos no local.

Ao longo de todo o dia, o cenário já era de aglomeração nas areias. Do alto era difícil até conseguir enxergar um espaço livre entre os guarda-sóis.

Decreto proibiu colocação e permanência de tendas, barracas, ombrelones, mesas e cadeiras em toda a extensão das praias depois das 18h do dia 31 de dezembro — Foto: Isadora Aires/G1

De segunda (27) até esta quinta-feira (31) mais de 150 mil veículos passaram pela RJ-124, a Via Lagos. A previsão dada pela concessionária CCR é de um fluxo de 300 mil até o dia 6 de janeiro.

Apesar da Prefeitura de Cabo Frio ter liberado o acesso às praias da cidade, ela emitiu um novo decreto, publicado no Diário Oficial da última terça (29), proibindo a realização de festas em estabelecimentos comerciais, além da colocação e permanência de tendas, barracas, ombrelones, mesas e cadeiras em toda a extensão das praias depois das 18h do dia 31 de dezembro. A tradicional queima de fogos já havia sido proibida pelo município.

Força-tarefa dos Bombeiros terá reforço para fiscalizar eventos no Réveillon

A força-tarefa do Corpo de Bombeiros contra a Covid-19 ganhará reforço no período das festas de Réveillon. Desta quarta-feira (30 de dezembro) a 4 de janeiro, a corporação vai aumentar em 40% o efetivo empenhado e em 100% o período de fiscalização. Quarenta e três equipes de intervenção rápida vão realizar vistorias em locais com eventos de reunião de público, das 13h às 5h.

– O Corpo de Bombeiros RJ segue na missão de salvar vidas. Estamos fazendo a nossa parte, ampliando a fiscalização e divulgando as orientações de prevenção contra a doença. Mas essa é uma responsabilidade compartilhada. A sociedade tem que abraçar a causa para ajudar a frear o avanço do coronavírus – afirmou o comandante-geral do CBMERJ e secretário de Estado de Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro.

Desde 25 de novembro, o Corpo de Bombeiros já realizou mais de 637 procedimentos administrativos – entre emissão de notificações, autos de infrações e interdições em todo o Estado do Rio de Janeiro. Neste período, ocorreram 147 interdições. Até o momento, foram registradas 365 denúncias relacionadas a aglomerações em eventos.

De acordo com o decreto 47.345 de 5 de novembro, os produtores de eventos devem garantir o distanciamento social, o uso de máscara facial, a utilização de álcool 70% e a lotação máxima de 50% da capacidade total.

Lembrando que cabe aos administradores das edificações e aos produtores de eventos estar em conformidade com as determinações e cumprir a legislação.

 

Fonte: rj.gov.br