Copa do Brasil: veja os classificados para as oitavas de final, com domínio dos clubes da Série A

O tempo das zebras ficou para trás na Copa do Brasil, com os clubes da Série A dominando as oitavas de final da competição. Até agora, dos 14 times já classificados, 12 estão na elite do futebol nacional. Número que ainda vai crescer, já que uma das duas vagas ainda em aberto sairá do confronto entre Bragantino e Goiás, no dia 31. Além disso, o atual campeão Atlético-MG leva uma vantagem de três gols para o jogo de volta contra o Brasiliense, no duelo que ocorre no dia 22.

Os confrontos das oitavas de final sairão em sorteio, ainda em data a ser definida pela CBF, com todos os 16 clubes podendo se enfrentar. Com isso, a possibilidade de clássicos é razoável. A CBF definiu previamente os dias 22 e 23 de junho para os jogos de ida, enquanto os duelos da volta estão agendados para os dias 13 e 14 de julho.

Veja os classificados para as oitavas:

Clubes da Série A

América-MG

Atlético-GO

Athletico Paranaense

Botafogo

Ceará

Corinthians

Flamengo

Fluminense

Fortaleza

Palmeiras

Santos

São Paulo

Clubes da Série B

Bahia

Cruzeiro

Nova premiação

Com a Copa do Brasil afunilando, os valores das premiações por classificação vão ficando cada vez maiores. Agora, o valor pago para cada equipe que avançar as quartas de final sobe para R$ 3,9 milhões.

Disputando a competição desde a primeira fase, Cruzeiro, Ceará, Santos e São Paulo são os clubes que mais faturaram em premiações até agora, com um total acumulado de R$ 7,67 milhões, cada. Logo em seguida aparece o Atlético-GO, com R$ 7,18 milhões.

Por terem entrado apenas na terceira fase, Bahia (campeão da Copa do Nordeste do ano passado), Botafogo (campeão da Série B), além de América-MG, Athletico-PR, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Palmeiras (oriundos da Libertadores) acumulam R$ 4,9 milhões, uma vez que não tiveram direito às cotas das duas primeiras fases.

 

Crédito: ge

Vasco lamenta acusação de Hélio dos Anjos, e Yuri Lara reforça: “Não tem nada a ver, é o latido”

O Vasco divulgou um comunicado na manhã desta quinta-feira lamentando a acusação de Hélio dos Anjos, técnico da Ponte Preta, durante a partida entre as duas equipes na noite de quarta, em jogo válido pela quarta rodada da Série B do Brasileirão. Hélio disse ao árbitro que ouviu ofensas raciais por parte da torcida vascaína em São Januário.

O episódio ocorreu logo depois de um desarme de Yuri Lara próximo à linha lateral. Imediatamente os torcedores passaram a fazer barulhos de latido em apoio ao volante, que é considerado o cão de guarda da defesa – esse tipo de manifestação já aconteceu em outras partidas do Vasco.

– Fomos surpreendidos na noite da última quarta-feira (27/04) em São Januário com uma absurda acusação de racismo direcionada a torcida do Vasco vinda de alguns profissionais da A. A. Ponte Preta. Algo sem fundamento algum e que se baseou equivocadamente num canto criado pela torcida do Vasco utilizado para homenagear o volante Yuri Lara, algo já feito, por exemplo, por outras torcidas e em outras praças esportivas – disse o Vasco em nota

Depois da partida, o próprio Yuri Lara comentou o lance na zona mista e disse que explicou o que houve ao volante Ramon Carvalho, da Ponte.

“O Ramon falou comigo sobre isso, falei que não era racismo, não tem nada a ver. Realmente estavam latindo, como latem. Não tem nada a ver com macaco. É inadmissível o racismo, ainda mais com a torcida do Vasco, por tudo que o Vasco representa para a história. Expliquei para ele que não tinha nada a ver com racismo. É o latido”, disse.

 

Crédito: ge