Aprenda a fazer glitter caseiro e sustentável

às

Dá pra mergulhar na purpurina sem fraquejar na nossa luta diária para minimizar o consumo de plásticos? Andrea Onishi e Claudia Fajkarz, os nomes por trás do blog craft Superziper, são a prova de que dá, sim. Elas ensinam uma receita fácil de fazer, com brilho de sobra e que rende quantidade suficiente pra família toda pular os quatro dias de Carnaval.

Você vai precisar de:
– envelope de agar-agar (a caixinha com quatro envelopes custa R$ 10 em lojas de produtos naturais)
– corante alimentício (disponível nas versões líquido, pó ou gel, custa cerca de R$ 5 em supermercados)
– pó-de-mica (responsável pelo brilho, encontrado em lojas de itens para saboaria)
– panelinha para dissolver a mistura
– travessa grande ou vasilha antiaderente
– pincel ou espátula para espalhar

Modo de fazer:
Dilua um envelopinho de 4 g de agar-agar em 100 ml de água fria. Acrescente ainda cinco gotas do corante escolhido e uma colher de chá de pó-de-mica. Mexa bem para dissolver tudo e leve ao fogo baixo por 2 minutos até engrossar. A mistura deve ficar com uma consistência pastosa. Despeje o produto na travessa e use o pincel ou espátula para espalhar bem o glitter pela superfície. O objetivo aqui é criar uma folha bem fininha, para secar rápido e ter a espessura do glitter comum. Aguarde 24 horas até que a lâmina de gelatina brilhante e colorida esteja completamente seca. Triture em pedacinhos com a ajuda de um mixer ou moedor de café.

Para que o ecoglitter fique firme na pele, passe um protetor labial em bastão no local. A textura vai colar as folhinhas de glitter. Bom alala-ô!

Fonte: Revista Casa e Jardim Online 

Veja também

Alternar braços, durante a vacinação não é apenas uma escolha prática, mas uma estratégia que pode resultar em melhor resultado
às
AquaRio, abre mais cedo para receber pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e suas famílias circuito adaptado das 8h30 às 10h
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias