Atleta de Rio Bonito, Arthur Fricks, vence competição de muay thai em Niterói

às
FOTO PARA SITE MODELO (1)

O atleta de Rio Bonito, Arthur Fricks, deu mais um passo em busca da sua carreira profissional. Ele ganhou por dois rounds a um a luta contra João Vitor, da equipe TDS, de Itaboraí, na competição DS Fight, de muay thai. O evento, que é conhecido por reunir os melhores atletas do estado do Rio de Janeiro, aconteceu em Piratininga, Niterói, no último domingo (24).

De acordo com o treinador de Arthur, Tiago Bitesnik, seu oponente tinha muitas lutas a mais no currículo, em comparação ao Arthur, mas nem por isso o atleta se acovardou, se preparou e fez o melhor.

“A Luta seria muito difícil, e ele sabia disso, mas como quer ser profissional, também sabia que tinha que dar esse passo para o sonho dele, que é ingressar na carreira profissional. O João Vitor é integrante de uma das maiores equipes de muay thai do estado, além de ter graduação acima do Arthur, mas ele estava bem treinado e focado, treinando mais de 3h por dia. Ele ganhou dois rounds e perdeu um pela dificuldade da luta, mas foi uma grande vitória porque foi um passo a mais na carreira”.

O atleta de 19 anos conta que superou suas próprias dificuldades e se dedicou para o resultado que teve. Ele fala ainda da sensação da vitória.

“Maravilhosa, não apenas pela vitória, mas pela performance. É o tipo de luta que eu vejo e revejo e me sinto orgulhoso em todas as vezes. Minha defesa e esquiva estavam ótimas e quando eu atacava, eu acertava forte, e ele sentia. Ele lutou muito bem, foi muito agressivo, mas consegui me defender e sair da maior parte dos ataques, controlar o ímpeto e acertar ele com contundência. A luta foi um desafio completo pra mim, me senti ansioso, mas superei até as minhas próprias expectativas”, relata.

Arthur conta também que a luta foi mais do que uma vitória, e sim uma etapa de autoconhecimento. “Essa vitória representa mais autoconhecimento. Me sinto mais confiante em saber que consigo passar por desafios desse tipo, mesmo com dúvidas. De que agora eu sei que eu consigo vencer adversários com um currículo maior que o meu”.

Para seu treinador, Arthur deve alçar voos ainda maiores. “Tenho certeza que a partir de agora o Arthur sobe mais um degrau. A gente cria uma expectativa de disputa de cinturão ou uma próxima luta bem ranqueada para ele ser um dos próximos destaques”.

 

Coração de pai

Apesar de apreensivo quando a luta que o filho faria pela dificuldade do adversário, Diogo Fricks, pai de Arthur conta que fica do lado do filho e dá apoio à suas decisões.

“Para mim foi uma sensação de alívio (quando Arthur venceu a luta). Não sou fã desse esporte, mas como pai, estou aqui para apoiar o que ele ama. Torci, vibrei e chorei após o resultado. O adversário era mais graduado, tive medo, conversei com o mestre dele, o Tiago, e ele me tranquilizou dizendo que o Arthur estava preparado para o desafio”, conta o pai.

 

Projeto social

Arthur é aluno do projeto social Centro de Treinamento Árvore da Vida (CTAV), em Rio Bonito, dirigido pelo Tiago Bitesnik. O treinador fala do orgulho em ver o aluno galgando espaço no cenário do esporte estadual, mesmo sendo fruto de projeto social, que tem menos recursos do que grandes equipes.

“É muito bacana ver um atleta de projeto social no mesmo nível de grandes equipes. Essas equipes têm mais recurso, mais estrutura, consequentemente mais apoio, e aqui, a gente mesmo sem apoio, sem patrocínio, com a garra da garotada, um ajudando o outro, conseguimos um feito tão grande como esse”, analisa Tiago.

 

 

 

Lívia Louzada

Veja também

Encerradas definitivamente, sistema de transferências via DOC, um dos mais tradicionais meios de pagamentos bancários por décadas.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias