Tubarão é capturado e morto na Praia de Itaúna em Saquarema

às

Um tubarão-azul foi capturado por pescadores na Praia de Itaúna, em Saquarema, na tarde do último sábado (29). O local estava cheio de banhistas, que registraram os pescadores com o animal. Segundo testemunhas, dois filhotes também foram tirados do mar e foram mortos.

Nas imagens, é possível ver um homem carregando o animal nos braços e chegando a molhá-lo, para mantê-lo vivo. Algumas pessoas tiram foto com o tubarão. Em outros vídeos, o tubarão já aparece morto e o pescador começa a fazer o corte do animal no barco que está na areia. De acordo com as testemunhas, os animais foram pegos em alto mar.

“Os pescadores foram três vezes no mar buscar marisco. Nas duas primeiras vezes, eles voltaram com os mariscos. Na terceira, vieram com o tubarão e dois filhotes. Os filhotes já estavam mortos, foram abatidos na água e jogados dentro do barco”, disse Darcy Cassar, marceneiro. Sua filha, Julianna Alferes, disse que entrou em contato com órgãos ambientais para relatar o ocorrido. “Eu postei [nas redes sociais] por achar um absurdo o que fizeram. Pescaram até os dois filhotes. Cortaram o tubarão na praia e não sei se venderam a carne, porque a gente foi embora”, relata a moradora de Araruama.

Aparição é comum no verão

De acordo com especialistas, é normal que, durante o verão, animais como tubarões apareçam mais próximos da costa, devido a proximidade de cardumes de peixes. É o que explica o biólogo Eduardo Pimenta.

Espécie é a mais pescada do mundo (Foto: Internet)

“Os cardumes de peixes se aproximam da beira e os tubarões chegam para se alimentar dessas presas. Muitas vezes, acabam chegando nas praias e têm esse tipo de receptividade. Normalmente quando é uma baleia ou um pinguim as pessoas se sensibilizam mais para resgatar e salvar”, disse.

Espécie é conhecida por capacidade migratória

O tubarão-azul (Prionace glauc) é um dos menores entre as grandes espécies de tubarões e pode chegar até quatro metros. Sua alimentação consiste de pequenos peixes e lulas, mas eles podem comer qualquer coisa. Em geral, os tubarões-azuis habitam mares profundos, abertos e de regiões temperadas e tropicais e raramente ele se aventura perto da costa ou de humanos. A espécie pode viajar milhares de quilômetros por ano, sendo reconhecido pela capacidade de se deslocar por grandes distâncias. Esta espécie de tubarão é a mais pescada em todo o mundo.

Confira o vídeo da captura do tubarão em Saquarema:

Veja também

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, abriu nesta segunda-feira (04/03) o segundo polo de atendimentos à dengue
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias