Marcelo perde pênalti e Volta Redonda empata com Fluminense

às

Como diriam os mais antigos, o Volta Redonda teve a faca e o queijo na mão para derrotar o Fluminense, na abertura da Taça Guanabara, no Maracanã. O time do Sul do estado saiu na frente em cobrança de pênalti convertida por João Carlos, no primeiro tempo. Na etapa final, teve mais uma penalidade a favor, dessa vez desperdiçada por Marcelo. O adversário cresceu e conseguiu empatar em 1 a 1 na reta final.

Marcelo se disse tranquilo com o desfecho da partida, apesar de reconhecer o peso que o erro trouxe para o resultado final. Com 81 jogos e 15 gols marcados pelo Volta Redonda, o capitão segue com o moral elevado internamente. “Eu fico chateado, mas de cabeça erguida. O João pediu para bater o primeiro pênalti, algo normal. E no ano passado quem cobrava o pênalti era eu. Hoje infelizmente eu errei e só perde quem bate. Estou feliz por estar chegando nessa marca de 100 jogos, mas o mais importante para mim hoje seria fazer o gol e sair com a vitória”, afirmou.

Técnico do Voltaço, Toninho Andrade explicou a questão envolvendo a troca de batedores. Segundo o comandante, houve um acordo de momento. Para a sequência da competição, no entanto, ele quer uma definição sobre quem ficará com a responsabilidade de maneira definitiva. “Na grande realidade o João tem treinado pênalti e o Marcelo é o batedor antigo. Como o João havia batido contra o Tupynambás (em jogo-treino) e havia feito, acabou dando sequência. E o Marcelo acabou se entendendo com o João para poder bater (o segundo). Mas isso é uma coisa que vai ter que ficar bem definida para a próxima situação. Acho que essa situação de trocar o batedor, sendo o Marcelo ou o João, é algo que vamos definir. Acabou não trazendo um bom ajuste”, disse o treinador.

O Volta Redonda segue a caminhada na Taça Guanabara diante do Vasco. O confronto acontece na próxima quarta-feira (23), às 21h30, em São Januário.

Fonte: FutRio.net

Veja também

O governo federal apresentou nesta quarta-feira (24) o programa Voa Brasil, que deverá proporcionar passagens aéreas de até R$ 200
às
Segundo o Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), seis municípios no estado do Rio
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias