Vacinação contra dengue no RJ será em 12 municípios; casos em janeiro subiram 587%

Todos ficam localizados na Região Metropolitana. O público-alvo são as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos de idade.
às
dengue
Foto: GETTY IMAGES via BBC

Doze cidades do Estado do Rio de Janeiro vão aplicar vacinas contra a dengue a partir do mês de fevereiro. Todos ficam localizados na Região Metropolitana. O público-alvo são as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos de idade. A faixa etária concentra um maior número de hospitalizações por conta da doença.

Em todo o país, são 500 municípios em 16 estados que participarão da imunização.

O Estado do Rio de Janeiro registrou 9.963 casos da doença nas três primeiras semanas de janeiro. O dado representa um crescimento de 587% em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 8 das 9 regiões possuem ocorrências de dengue acima do esperado.

“O que estamos percebendo é uma antecipação na sazonalidade dos casos de dengue. Não é algo apenas do Rio de Janeiro, mas do Brasil todo. E pudemos perceber no fim de novembro que teríamos uma situação mais complexa de dengue não só na época que estamos acostumados, em março e abril. Mas desde dezembro algumas regiões tinham casos muito acima”, afirmou o governador Cláudio Castro.

A data do começo da aplicação ainda será informada pela SES. A pasta informou que as cidades foram definidas em conjunto com o Ministério da Saúde e representantes dos municípios.

Entre os critérios para a definição das cidades que receberiam as vacinas, de acordo com a secretaria, estão as cidades com mais de 100 mil habitantes e com alta transmissão da doença do tipo 2.

O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre elas. Ainda não há definição do volume de doses que serão recebidas na primeira remessa.

Os 12 municípios da Região Metropolitana que vão receber as doses de vacinas contra a dengue são:

  • Belford Roxo;
  • Duque de Caxias;
  • Itaguaí;
  • Japeri;
  • Magé;
  • Mesquita;
  • Nilópolis;
  • Nova Iguaçu;
  • Queimados;
  • Rio de Janeiro;
  • São João de Meriti;
  • Seropédica.

Plano de combate

O plano de combate à dengue inclui ainda a capacitação de dois mil médicos para o atendimento de pessoas com casos mais graves da doença. O treinamento acontece em parceria com a Organização Pan-americana de Saúde (Opas).

Além do treinamento de profissionais, R$ 3,7 milhões serão investidos em salas de hidratação. Os equipamentos e insumos serão enviados para as cidades com a maior incidência de casos.

Cento e sessenta leitos de nove hospitais de referência podem ser convertidos para o tratamento exclusivo de casos mais graves de dengue.

Fonte: g1.globo.com

Veja também: Mulher do “Faraó dos Bitcoins” é presa nos Estados Unidos e nos acompanhe nas redes sociais.

Veja também

Ministério Público do estado, Secretaria de Polícia Civil e Delegacia de Homicídios também foram oficiados
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias