Mulher do “Faraó dos Bitcoins” é presa nos Estados Unidos

às
Screenshot_3
Foto: Reprodução/CNN

Presa mulher do ‘Faraó dos Bitcoins’. A mulher de Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como o “Faraó dos Bitcoins”, foi presa em Chicago, nos Estados Unidos. A prisão foi realizada pela Polícia Federal brasileira. Apesar de a venezuelana Mirelis Diaz Zerpa estar foragida há mais de dois anos, acusada de montar um esquema de pirâmide financeira disfarçado de investimento em bitcoins, a prisão ocorreu devido à ilegalidade de permanência nos EUA.

Além disso, leia também outras notícias sobre o “Faraó dos Bitcoins”.

A captura de Mirelis, que aconteceu nesta quarta-feira (24) mas foi confirmada pela PF apenas na noite desta quinta-feira, contou com a cooperação do U.S Immigrations and Customs Enforcement (ICE) e do Serviço Secreto norte-americano. Contra a mulher havia um mandado de prisão expedido pela 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro pelos crimes praticados contra o Sistema Financeiro Nacional, lavagem de dinheiro e integração de organização criminosa.

Presa mulher do 'Faraó dos Bitcoins'. Mirelis Zerpa foi presa nos Estados Unidos na última quarta-feira (24) pela Polícia Federal Brasileira.
Presa mulher do ‘Faraó dos Bitcoins’ – Foto: Reprodução

Segundo as investigações da PF, Mirelis e o marido chegaram a lavar o equivalente à cerca de R$ 38 bilhões entre 2015 e 2021. Segundo a Operação da PF batizada de Kryptos, a venezuelana era proprietária de uma empresa de consultoria em Cabo Frio, na região dos Lagos do Rio de Janeiro, que firmou contratos, a partir de 2015, para prestação de serviços de investimentos em bitcoin. A negociação, que era oferecida ao público, incluindo pessoas jurídicas, prometia altos rendimentos fixos mensais, em torno de 10%. O esquema, no entanto, não tinha autorização junto à Comissão de Valores Mobiliários.

Em nota publicada nas redes sociais, a defesa de Mirelis afirmou que a mulher tem em seu favor um habeas corpus relativo à operação da PF, expedido pelo Superior Tribunal de Justiça, e que o motivo da prisão foi “uma irregularidade formal no visto, o que era de seu desconhecimento e de seus advogados, e está em vias de ser esclarecido”, disse em um trecho.

O “Faraó dos Bitcoins”

O marido de Mirelis, Glaidson, está preso desde a primeira fase da Operação Kryptos, em agosto de 2021. Ele foi capturado pela PF em uma mansão no Rio. Os agentes encontraram, na ocasião, mais de R$ 13,8 milhões em dinheiro e barras de ouro. O “Faraó dos Bitcoins” responde a 13 ações penais e tem contra ele seis prisões preventivas decretadas.

Glaidson foi ouvido na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Criptomoedas, em julho do ano passado, e negou que a empresa dele funcionava como fachada para um esquema de pirâmide financeira. Ele afirmou, ainda, que foi a operação da PF que impediu a GAS Consultoria e Tecnologia de honrar seus compromissos com os clientes. Na mesma época, em um vídeo publicado nas redes sociais, Mirelis afirmou estar vivendo “uma injustiça que nunca imaginou que viveria”.

Assim que ler a matéria, deixe seu comentário e nos siga nas redes sociais.

Fonte: CNN Brasil

Veja também

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, abriu nesta segunda-feira (04/03) o segundo polo de atendimentos à dengue
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Mulher do “Faraó dos Bitcoins” é presa nos Estados Unidos Polícia investiga suposta venda de sacolés com MDMA no Rio Recadastramento do […]

trackback

[…] Mulher do “Faraó dos Bitcoins” é presa nos Estados Unidos Polícia investiga suposta venda de sacolés com MDMA no Rio Recadastramento do […]

Últimas Notícias