Nova resolução para frear covid-19 traz regras segunda a classificação se risco de cada região do Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), publicou no Diário Oficial desta quarta-feira, as novas regras a serem seguidas, segundo a classificação de risco da covid-19 nas regiões da cidade. A resolução das secretarias de Saúde, estadual e municipal, traz restrições e flexibilizações para o comércio e demais atividades. O documento previa a liberação de torcedores em estádios cariocas, no entanto, Paes revogou a medida pouco tempo depois da publicação no DO.

A resolução traz regras para os momentos de risco muito alto, alto e moderado. Algumas medidas são variáveis ao aos estágios estabelecidos pelo Centro de Operações e Emergências – COE Covid-19, a partir do boletim epidemiológico semanal, e deverão ser seguidas pelas 33 regiões administrativas, conforme o nível de alerta da área.

Nas regras variáveis, destacam-se medidas como: limitação da capacidade de lotação de estabelecimentos, alteração nos horários de funcionamento e ampliação das regras de distanciamento em locais fechados.

Supermercado e padaria, por exemplo, podem funcionar cumprindo medidas protetivas permanentes, se houver risco moderado. Se o risco for alto, há limitação de clientes a 2/3 da capacidade, priorizando serviço de entrega ou retirada na loja e ampliando o horário de funcionamento.

Já em caso de risco muito alto, o estabelecimento deve limitar a clientela à metade da capacidade, além de vedar o consumo de alimentos e bebidas no local e, obrigatoriamente, ampliar o horário de funcionamento, segundo o texto publicado no Diário Oficial.

A prefeitura do Rio determinou como medidas permanentes as preventivas como: higienização das mãos, respeito ao distanciamento e uso de máscara. Tanto as medidas permanentes e variáveis são obrigatórias e devem ser seguidas por todos. Quem for flagrado desobedecendo poderá ser individualmente responsabilizado. O documento, porém, não especifica qual sanção o infrator receberia.

No primeiro boletim divulgado pela prefeitura na última sexta-feira, o Rio tinha 18 bairros com risco alto para o coronavírus, levando em conta óbitos e internações. Outros 15 bairros apresentavam risco moderado para a doença. Nenhuma área da cidade estava com risco muito alto ou baixo para a covid-19.

Confira as mudanças:

Os cinemas e teatro devem ampliar o horário de funcionamento, a despeito da classificação. Locais com risco moderado devem funcionar com metade da capacidade; risco alto 1/3 da capacidade; risco muito alto: 1/4 da capacidade, com distanciamento de 2 metros.

Para os supermercados e farmácias, em regiões de risco moderado não há restrições; risco alto: 2/3 da capacidade; risco muito alto: metade da capacidade e ampliação obrigatória do horário.

Os shoppings devem funcionar com 3/4 da capacidade em regiões com risco moderado;
risco alto: 2/3 da capacidade; risco muito alto deve ser fechado, exceto para entrega em domicílio.

 

Fonte: odia.ig.com.br

Prefeitura de Niterói assume Cine Icaraí

Será assinado nesta quinta-feira (11), às 16h,na Reitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF) um acordo para o Município de Niterói assumir o Cine Icaraí. Como contrapartida, a prefeitura vai investir na conclusão do prédio do Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF. O acordo será entre o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Antonio Claudio Lucas da Nóbrega.

O espaço está fechado desde 2006 e foi comprado pela UFF em 2011 por R$ 10,6 milhões. Na época o então ministro da Educação, Fernando Haddad, recebeu em seu gabinete o reitor da UFF, Roberto Salles, que conseguiu a verba para a compra do Cinema Icaraí por R$ 10,6 milhões, de acordo com a avaliação da Caixa Econômica Federal.

A UFF pretendia transformar o prédio em um espaço cultural para a universidade e para os moradores de Niterói.

Cinema inteirante exibe filmes gratuitos em Rio Bonito

Com uma programação eclética e para todas as idades, Rio Bonito recebe entre os dias 24 e 26 de março o projeto da Caixa Seguradora, “Cinema é pra Você, Sim!”. O projeto será realizado durante os três dias, através de parceria da Caixa Econômica Federal e a secretaria municipal de Cultura e Turismo. Os moradores poderão assistir na Praça Fonseca Portela vários sucessos de bilheteria, entre eles os vencedores do Oscar “Pantera Negra” e “Viva – A Vida é Uma Festa”. A entrada é gratuita, com direito a pipoca e refrigerante.

As sessões acontecem em cinco horários 8h, 10h, 14h, 16h e 19h, sendo o período da manhã voltado para o público infantil, a tarde com foco nos jovens e a noite para adultos. Além de títulos internacionais serão exibidos dois filmes nacionais, “Vai que Cola” e “Carrossel 2”.

Os ingressos serão distribuídos gratuitamente sempre uma hora antes do inicio das sessões, respeitando a ordem de chegada. O cinema tem capacidade para 78 pessoas e é adaptado para receber portadores de necessidades especiais.

De acordo com a secretária municipal de Cultura e Turismo, Carmen Motta, esta é mais uma parceria para ser aproveitada pela população riobonitense.

“A população de Rio Bonito pode comemorar a inclusão da cidade no projeto que está percorrendo mais de 70 cidades nos estados de São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Além de serem filmes ótimos e contar com sessões para um público variado, o cinema tem uma ótima estrutura montada num caminhão com capacidade para 78 pessoas e adaptado também para receber deficientes”, explicou a Carmen Motta.