Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

O governo federal vai pagar, na próxima quinta-feira (28), mais de R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. A portaria do Ministério da Cidadania foi publicada hoje (26) no Diário Oficial da União, após análise das contestações e revisões decorrentes de atualizações de dados governamentais.

O grupo de beneficiários inclui cerca de 191 mil pessoas que contestaram a suspensão do benefício no site da Dataprev, entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro de 2020, além de outras cinco mil pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro de 2021. Eles receberão de uma só vez todas as parcelas a que têm direito.

De acordo com o ministério, entre as 196 mil pessoas, há 8,3 mil que receberão a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do Auxílio Emergencial. Outras 40,9 mil pessoas receberão as três últimas parcelas.  Uma terceira faixa, de quase 68,1 mil cidadãos, receberá a quarta e a quinta parcelas. Por último, 78,3 mil vão embolsar somente a quinta parcela.

Os recursos serão depositados na poupança social digital da Caixa e já estarão disponíveis no dia 28, tanto para movimentação por meio do aplicativo Caixa Tem, quanto para saques e transferências para outros bancos.

Compras pela internet

Com o Caixa Tem é possível fazer compras na internet e nas maquininhas em diversos estabelecimentos comerciais, por meio do cartão de débito virtual e QR Code. O beneficiário também pode pagar boletos e contas, como água e telefone, pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas, e transferir os recursos sem o pagamento de tarifas.

Para o saque em espécie, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”.

Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. Esse código deve ser utilizado para a retirada do dinheiro, que pode ser feita nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Governo do Rio de Janeiro aprova liberação de verba para ampliação de combate à covid-19

O governo do Estado do Rio aprovou a liberação de R$ 66 milhões para a saúde do município do Rio de Janeiro como incentivo ao combate à pandemia do coronavírus. A medida foi tomada nesta quarta-feira (23), em atendimento a pedido do prefeito em exercício, Jorge Felippe, em reunião com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves.

O presidente da Câmara de Vereadores do Rio assumiu o cargo, após a prisão e  afastamento do prefeito Marcelo Crivella, por suposto envolvimento em crimes como organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva.

Para o enfrentamento à covid-19 no estado, a Secretaria de Estado de Saúde reforçou o pacote de medidas. Desde novembro, ampliou a rede dedicada ao tratamento da doença em 810 leitos, sendo 349 de UTI adulto e 461 de enfermaria nas unidades estaduais e a partir de incentivos do estado. A secretaria anuncia ainda a abertura de 300 leitos no Hospital Modular de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A previsão é que, até o fim de janeiro, sejam disponibilizados 150 leitos, sendo 100 de UTI e 50 de enfermaria.

Para garantir a legalidade de todo o processo de abertura da unidade, todos os ritos jurídicos necessários estão sendo seguidos e acompanhados pelos órgãos de controle. A ampliação gradativa visa evitar colapso na rede de saúde do estado e possíveis falhas nos procedimentos, que possam levar a fraudes e desvios.

Além disso, a Secretaria abriu mais um centro de testagem precoce por RT-PCR para covid-19 na UPA Campo Grande II. O agendamento para esta unidade também é feito pelo aplicativo Dados do Bem. A UPA fica na Avenida Cesário de Melo, no Regimento de Polícia Montada da Polícia Militar, na zona oeste da cidadel.

Os testes são realizados de segunda a segunda, de 7h as 19h. Pessoas entre o primeiro e o sétimo dia de sintomas ou que tiveram contato com alguém diagnosticado com a covid-19 devem baixar o aplicativo Dados do Bem pelo celular para realizar o agendamento. O aplicativo informará dia e horário na unidade mais próxima da residência do usuário. O resultado também é informado pelo aplicativo.

A iniciativa faz parte do programa de testagem para diagnóstico de covid-19 iniciado no dia 4 deste mês, quando três centros foram abertos em São Gonçalo e Volta Redonda. Cada unidade tem capacidade de 500 exames por dia. Até esta terça-feira, já foram realizados 12.588 exames nesses centros.

A oferta de testes RT-PCR pelas secretarias municipais de saúde em parceria com a SES está aumentando desde outubro. Foram realizados 92.925 exames apenas em novembro, um aumento de 74% em relação ao mês anterior.

 

fonte: agenciabrasil.ebc.com.br