Incêndio atinge apartamento em SP e moradores deixam prédio com animais de estimação nos colos; veja fotos

Um incêndio atingiu um apartamento no Centro de São Paulo na madrugada desta quinta-feira (9) e obrigou os moradores do prédio a deixarem o local com seus animais de estimação nos colos (veja fotos nesta reportagem).

Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou no sexto andar do edifício residencial, que fica na Avenida 9 de Julho, na República. As causas do incêndio ainda são desconhecidas.

Nove viaturas dos Bombeiros foram acionadas para irem ao local. Os moradores ficaram na calçada, em segurança, esperando terminar o trabalho dos bombeiros. Famílias, com homens, mulheres, crianças, idosos, com seus cães e gatos, usaram cobertores para se protegerem do frio.

As equipes dos Bombeiros usaram mangueiras para apagarem as chamas e ajudaram a retirar os moradores com seus pets. Quatro pessoas foram socorridas no lugar depois de inalarem fumaça.

 

 

Crédito: g1

Ressaca reduz faixa de areia em Piratininga e surpreende moradores; vídeo

Moradores de Piratininga, em Niterói, surpreenderam-se com as fortes ondas que cobriram toda a faixa de areia da praia, nesta sexta-feira (20). As ondas foram causadas pelas pancadas de chuvas e rajadas de ventos vindas em direção à região sudeste.

Carlos Magalhães, morador local, contou a reportagem sobre a experiência: “Essas ondas chegaram aqui de sexta-feira para sábado da semana passada, por conta dos ciclones, ventos fortes e das pancadas de chuva”, afirmou o aposentado.

Outra moradora da região, Rafaela, de 29 anos, comentou que surfistas têm aproveitado e se arriscado  nessas ondas. “Eu vi alguns entrando nessas ondas de Piratininga e nas outras praias, como em Itacoatiara, onde as ondas são até mais violentas”, disse a atleta.

A previsão é de que as ondas que chegaram a atingir a 2 metros e meio de altura, se mantenham altas pelas próximas horas. A previsão, segundo o Climatempo, para o final de semana em Niterói, mostra alta chance de chuva com máxima de 24°C e mínima de 16°C.

 

Crédito: O São Gonçalo

 

Maricá Esporte Fest chega ao fim e reúne 6.500 moradores nas praias

Três fins de semana de esporte, lazer e cultura nas praias da Barra e de Itaipuaçu atraíram mais de 6.500 pessoas para o Maricá Esporte Fest, promovido pela Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer. O intuito do evento é proporcionar entretenimento e incentivar a inclusão social por meio do esporte, uma política pública importante para a formação de novos atletas e propiciar o contato com modalidades por vezes distantes da realidade de muitos jovens.

Ao longo de todo o evento, a população teve à disposição mecanismos que garantiram acessibilidade também às pessoas com deficiência (PcD), como rampas de acesso, tenda específica para estadia e atendimento especializado nos equipamentos.

Neste domingo (17/04), a programação teve início simultaneamente nos dois bairros com o festival de beach soccer: aulas abertas da modalidade comandadas por ídolos nacionais, além de partidas disputadas por jovens da cidade. Em Itaipuaçu, 50 crianças e adolescentes participaram de uma aula ministrada por Júnior Negão (multicampeão de beach soccer).

Na Barra, alunos do projeto Esporte Presente receberam orientações e aprenderam as principais técnicas do beach soccer com o atleta Robertinho, ex-goleiro da seleção brasileira de futebol de areia e sete vezes campeão mundial, que ressaltou a importância do espaço para o intercâmbio de experiências e a construção do futuro dos jovens da cidade.

“Ter um evento como esse em Maricá é essencial para incentivar a prática esportiva nos jovens da cidade. Pude compartilhar um pouco da minha experiência e ensinar as principais técnicas do beach soccer às crianças e adolescentes num momento de formação de futuros atletas e do primeiro contato com o esporte”, destacou.

Rian Maciel, de apenas 8 anos, garantiu ter aprendido bastante com o campeão. “Muito bom ter essa aula para aprendermos mais de um esporte que gostamos tanto. Adorei ter conhecido de perto um atleta do futebol de areia e, por conta das dicas dele, volto para casa jogando muito melhor!”, afirmou.

Outra atividade que levou a galera às praias na manhã de domingo foram os torneios de altinha, disputados nas arenas dos dois bairros. Em Itaipuaçu, quinze equipes, compostas por homens e mulheres, participaram da dinâmica. Natália de Oliveira, praticante da modalidade há dois anos, celebrou a representatividade feminina no evento. “Foi incrível poder participar, cheguei e me surpreendi com os times, muitos com duas, três meninas participando, o que mostra que as mulheres estão conseguindo o seu espaço na altinha”, disse.

Encerramento em clima de carnaval

Encerrando o evento, as atrações musicais assumiram o palco. Em Itaipuaçu, o grupo Primeiro Amor abriu a programação, levando alegria à praia, com sucessos do samba e pagode, seguido da apresentação da bateria da Estação Primeira de Mangueira, que sacudiu a audiência.

Na Barra, o festival musical foi finalizado com show do grupo Balacobaco, que retornou ao Maricá Esporte Fest cantando sucessos como  “De Onde eu Venho” e outros clássicos do samba nacional.

Maricá Esporte Fest reúne estudantes, atletas e moradores nas praias da Barra e Itaipuaçu

O Maricá Esporte Fest agitou a população neste fim de semana (09 e 10/04) nas orlas da Barra e de Itaipuaçu, com atividades esportivas voltadas ao futevôlei – modalidade praticada nas areias e que teve início nas praias do Rio de Janeiro na década de 60. O principal objetivo da iniciativa é incentivar a prática de esportes pela população, incentivando a saúde e o bem-estar, além de propiciar o primeiro contato de muitos jovens a diversas modalidades esportivas.

O evento é promovido pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte (IBDE), em parceria com a Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer.

“O Maricá Esporte Fest tem o intuito de estimular hábitos de saúde, através da prática esportiva. Esse é um espaço de reencontro, após momentos difíceis da pandemia de Covid-19, fomentando a valorização do esporte, principalmente nos mais jovens, além de propiciar novas amizades. Convido a todos a participarem dessa iniciativa maravilhosa, desenvolvida em um local lindo como Maricá”, afirmou Rodney Moreira, diretor de projetos do IBDE.

Ambiente de troca entre atletas e moradores

As oficinas esportivas foram o grande destaque, com a presença de dois atletas consagrados: Anderson Águia, multicampeão brasileiro e mundial de futevôlei, além de Eduardinho, campeão mundial da modalidade e dono de três Sul-Americanos de duplas. Além disso, foram disputados torneios em ambas as arenas, contando com 18 duplas participantes em cada uma, todas compostas por atletas de nível intermediário.

“É um prazer enorme poder difundir o esporte com esse evento em Maricá. Fui campeão aqui algumas vezes e poder retornar à cidade é um privilégio. Agradeço muito à organização do Maricá Esporte, trazendo incentivo ao esporte à população em várias modalidades, incluindo o futevôlei. Um trabalho realmente incrível”, afirmou Anderson Águia.

Alunos do município aprendem oficina de Eduardinho

Na orla de Itaipuaçu, o grande destaque esportivo foi a clínica do campeão mundial de futevôlei Eduardinho, contando com a participação de 39 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, que estudam na Escola Municipal Mata Atlântica, vizinha à arena.

Uma das participantes da aula foi Camilli Regalia, de 10 anos, que contou que se divertiu enquanto aprendia as técnicas básicas da modalidade.

“Achei muito legal poder estar aqui hoje. Aprendi bastante sobre o futevôlei, esporte que eu não conhecia muito, treinando técnicas básicas, mas importantes. Curti demais o Maricá Esporte Fest e quero vir mais vezes para aproveitar também os brinquedos radicais”, disse a estudante.

A programação de sábado foi encerrada com shows de samba e pagode com apresentação do maricaense Baby do Cavaco, na Barra de Maricá e do Grupo Balacobaco, na orla de Itaipuaçu.

Festival continuou no domingo

No domingo, o Maricá Esporte Fest foi marcado por torneios de futevôlei, oficinas da modalidade, shows de samba e pagode, além dos equipamentos de lazer — que incluem tirolesa, pista de skate, bolha aquática, arvorismo, dentre outros.

Um dos principais destaques do dia foi a programação cultural, que contou com apresentações musicais em dose dupla: na arena da Barra, os grupos “Intimistas” e “Vai e Volta” animaram os moradores; já em Itaipuaçu, foi a vez do Grupo Kontagiô e do Grupo 100% levarem sucessos nacionais ao palco.

As oficinas de futevôlei, conhecidas como clínicas, foram o principal destaque, propiciando o primeiro contato de muitos jovens ao esporte, além de ensinar as principais técnicas necessárias para a prática.

Os torneios também animaram as praias. Eles começaram pela manhã e foram disputados por 12 duplas em cada arena, formadas por atletas amadores da modalidade.

No próximo sábado e domingo (16 e 17/04), o evento volta às praias da Barra e Itaipuaçu, a partir das 8h, com sua última semana de atividades de incentivo ao esporte e entretenimento. A programação será voltada ao Beach Soccer (futebol de areia), modalidade esportiva disputada por equipes com onze jogadores em cada time. A população poderá participar de torneios, oficinas, além de curtir shows e todos os equipamentos de lazer.

Prefeitura de Maricá transfere moradores abrigados em escola para pousadas da cidade

A Prefeitura de Maricá iniciou na segunda-feira (04/03) a transferência de 53 moradores que estavam abrigados no Centro Educacional Joana Benedicta Rangel, no Centro, para pousadas da cidade. A medida está sendo conduzida Secretaria de Habitação e visa proporcionar mais conforto às pessoas até que consigam retornar para suas casas ou encontrem, com auxílio dos técnicos, imóveis para alugar. Os moradores das 24 famílias atendidas estão hospedados em três pousadas: Maricá, Pacho e Via Mar.

O aluguel social, de 1.500 pagos em moeda Mumbuca (equivalente a 1.500 reais), já foi creditado na conta de 60 famílias que tiveram suas casas interditadas pela Defesa Civil devido às fortes chuvas.

“Estamos realizando um conjunto de ações e todas as nossas equipes da Defesa Civil, Assistência Social, Habitação e Conservação Urbana estão nas ruas, trabalhando para minimizar os problemas e diminuir o impacto que as chuvas tiveram na vida das pessoas”, disse o prefeito Fabiano Horta.

Levada para uma das pousadas com o filho de 12 anos, a moradora Ana Caroline Alexandre, 36 anos, perdeu a casa em Itapeba com todos os móveis e eletrodomésticos. Ela ficou abrigada dois dias na escola Joana Benedicta e elogiou o acolhimento.

“Nós tivemos o acolhimento imediato no colégio Joana com local para dormir e alimentação, onde o coração foi acalentado. Na segunda-feira tivemos a surpresa de sermos realocados para essa pousada com todo o conforto. Pude tomar um banho quente e descansar um pouco mais. Agora com a cabeça mais tranquila e acolhidos, poderei ir à procura de um novo local para morar”, contou.

Polos de atendimento

Na segunda-feira (04/04), o prefeito Fabiano Horta definiu diversas ações e a descentralização do atendimento aos moradores com a instalação de cinco polos para cadastramento das famílias que foram atingidas pelas chuvas.

O secretário de Habitação, Vitor Maia, visitou a Arena Flamengo e reforçou que o aluguel social já está sendo pago às vítimas que não têm condições de retornar a suas casas, por terem sido interditadas pela Defesa Civil Municipal.  “É importante lembrar que nos primeiros dois dias, sábado e domingo, nossas equipes realizaram buscas ativas para localizar essas pessoas. Algumas delas já começaram a se mudar para novas casas e outras continuam alojadas”, ressaltou.

Moradora das Pedreiras, Maria da Conceição Pina, 63 anos, levou para casa um kit de limpeza para higienizar o imóvel, que foi invadido pela água. “O governo não tem como impedir o que Deus manda, como a chuva, mas esta ação é muito bem-vinda e vai ajudar muita gente. Isso mostra a preocupação com as pessoas”, afirmou.

As famílias em situação de vulnerabilidade, que perderam bens materiais e também tiveram danos estruturais em suas residências, devem procurar os polos mais próximos de suas residências. Os polos contam com equipes multidisciplinares da Defesa Civil e das Secretarias de Habitação, Direitos Humanos, Assistência Social e Secretaria de Economia Solidária, que estarão abertos das 9h às 17h, nos seguintes locais:

•    Quadra do CÉU (Mumbuca);
•    Arena Flamengo (Flamengo);
•    Escola Alcione Rangel (Bambuí);
•    Escola Alfredo Nicolau (Marquês de Maricá)
•    Escola Amanda Pena, Bananal (Ponta Negra)