Prefeitura de Casimiro se aproxima de parceria com a Universidade Federal Fluminense

Cuidando do presente. Pensando no futuro. Com este propósito, o prefeito de Casimiro de Abreu, Ramon Gidalte, esteve reunido com o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Antônio Cláudio da Nóbrega, na sexta-feira (15), em Niterói. Durante a conversa, o prefeito propôs uma parceria com a UFF para a elaboração do planejamento estratégico do município para os próximos 20 anos.

O reitor colocou a UFF à disposição da Prefeitura de Casimiro de Abreu para buscar o desenvolvimento de projetos federais no município com apoio da universidade, além de montar uma equipe multidisciplinar para elaboração do plano estratégico, com ações consideradas prioritárias. Este processo será submetido à consulta popular. O objetivo da consulta é fortalecer o diálogo e a participação do cidadão para a tomada de decisões sobre a implantação de políticas públicas que beneficiem a população.

Prefeitura de Rio Bonito começará ensino de iniciação à robótica no próximo ano letivo nas unidades escolares

A implantação do ensino à robótica começará no próximo ano letivo, em 2022, pela Prefeitura Municipal de Rio Bonito, através da Secretaria de Educação, acontecendo em duas etapas, sendo a primeira o projeto “Robótica Educacional”, capacitando professores tecnológicos da rede e a segunda com a chegada da proposta para os alunos do 6º ao 9º ano das unidades escolares.

A robótica é a ciência que estuda a inovação tecnológica para a construção de robôs com mecanismos automáticos e circuitos integrados que realizam movimentos e atividades humanas, sejam elas simples ou mais complexas. Esta forma de aprendizagem está sendo implantada com o objetivo de contribuir de forma educacional multidisciplinar nas escolas do município, além de agregar conhecimento para aplicação nas áreas da produção industrial, medicina e domésticas, além de auxiliar os alunos em diversas disciplinas como matemática, história, física, geografia e outras.

O coordenador do projeto, Carlos Ramalho, é professor recém-contratado da rede e deu início a carreira como desenvolvedor de sistemas e programador aos 14 anos de idade. Segundo ele, o convite para fazer parte da coordenação do projeto surgiu em meio a uma conversa com o secretário de Educação, Adalmir Cardoso. Ele apresentou seu projeto de mestrado em robótica e despertou o interesse para o início do projeto.

Desde o início da atual gestão, a equipe do Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) vem realizando um trabalho de campo em busca por municípios de todo estado do Rio de Janeiro que já realizaram a iniciativa ou algum trabalho semelhante em salas de aula.

“Junto com a equipe do NTM, fizemos visitas em alguns municípios para conhecer como cada cidade trabalha a robótica nas escolas e adequar à nossa realidade. Mas fomos surpreendidos pela chegada do Carlos através do processo seletivo e o projeto apresentado por ele atende às nossas necessidades”, expressou Adalmir Cardoso, secretário de Educação.

O Prefeito Leandro Peixe destaca que fazer de Rio Bonito uma cidade destaque em diversos sentidos faz parte de seu projeto junto à equipe que compõe a gestão atual e que a robótica inserida nas escolas é um avanço que faz parte desta conquista.

“Tudo que vem para somar e contribuir para o crescimento de Rio Bonito, dos profissionais, alunos, moradores ou turistas é de grande valia. Nós temos alunos em potencial para desenvolver projetos inovadores e todos serão reconhecidos por isso”, disse Peixe.
Formação dos profissionais

Os professores tecnológicos conheceram todo o projeto que será desenvolvido nas escolas do município durante a aula inaugural e ainda receberão cursos de formação em arduino – plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre – e em Scratch – linguagem de programação.

De acordo com o professor Rafael Tinoco, a robótica abrange diversas competências que são necessárias dentro das escolas.

“O momento agora é entender a ferramenta e a capacidade que ela tem dentro do ensino e fazer com que ela atenda ao Plano Municipal de Educação, à BNCC e a necessidade de cada escola”, disse o professor.

Comissão é criada para elaboração do Plano de Cargos e Salários dos servidores de Rio Bonito

Aguardado há anos pelos servidores municipais de Rio Bonito, o Plano de Cargos, Salários e Carreiras mais uma vez está em pauta. A prefeitura publicou, na quinta-feira (24) a Portaria de nº 580/2021, que designa e nomeia a Comissão de Estudo e Elaboração do Plano. Segundo a Prefeitura, os nomeados, representantes das Secretarias de Planejamento, Administração, Fazenda, Procuradoria Geral, Saúde, Segurança e Ordem Pública, e ainda do IPREVIRB e do SINSMURB, ainda não se reuniram, mas já geram uma grande expectativa no servidor.

Nas redes sociais, os riobonitenses parecem não acreditar que a proposta sairá do papel. “Será que dessa vez vai?”, indagou Flávia Monteiro. Já outro munícipe disse “só acredito depois que sair do papel. Isso é uma novela sem fim”.

 

Representante do Legislativo

A publicação foi assunto até no Legislativo esta semana. Na sessão da última quinta-feira (24), o vereador Marquinho Luanda sugeriu que a Prefeitura inserisse na Comissão, algum vereador que também é servidor, como os vereadores Humberto Belgues, Alex Guarda e Fabiano Xeroca. A intenção, de acordo com ele, seria dar celeridade ao assunto quando este chegar na Câmara para votação, “pois o vereador (que fosse nomeado) poderia explicar melhor para os nobres pares, as questões técnicas da matéria”.

Questionada se a sugestão poderia ser levada em consideração, a Prefeitura informou que para se pronunciar, a Câmara deve enviar uma solicitação para a Procuradoria.

Secretaria de Segurança e Ordem Pública de Rio Bonito fecha parceria com a PRF

A Secretaria de Segurança e Ordem Pública de Rio Bonito fechou uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de cooperação técnica através de rádio físico e portátil. A intenção é que todas as viaturas, bases e agentes da Guarda Municipal estejam alinhados e em contato direto com a PRF. Segundo informações da Prefeitura, uma das ações colocadas em prática pelo secretário de Segurança e Ordem Pública, Rafael Sodré, é o compartilhamento das informações do monitoramento 24h de ruas, avenidas e rodovias que cortam a cidade. A intenção é ampliar a cobertura das câmeras da Prefeitura e fornecer acesso aos órgãos de segurança.

“A segurança pública é uma das nossas principais prioridades, pois sabemos que não adianta começarmos a pensar em saúde e educação, se não pensar em segurança. Passamos para todos os envolvidos com a área de segurança o anseio da população e estamos discutindo alguns planos que colocaremos em prática”, disse Sodré.

De acordo com a Prefeitura, a intenção é organizar um complexo de segurança pública que englobe a Guarda Municipal, a Polícia Militar, Defesa Civil, o Departamento Geral de Trânsito (Degetran) e o monitoramento. “Nós disponibilizaremos para as polícias Militar e Civil o link para que possam acompanhar online o que está acontecendo na cidade, pelas nossas câmeras”, revelou Sodré.

 

Fonte: Secom RB

Pesquisa aponta 70% de aprovação do governo Peixe

Uma pesquisa realizada entre os dias 27 e 29 de abril, mostra que 70% da população de Rio Bonito, aprova o governo Leandro Peixe, que assumiu a administração municipal no último dia 1 de janeiro. A pesquisa, realizada pela Factum Instituto de Pesquisa, ouviu 700 eleitores, com 16 anos ou mais. Setenta por cento deles, afirmaram que aprovam o governo atual, enquanto 30% disseram que não aprovam.

Na comparação entre o governo atual e as administrações anteriores, 43% disseram que o governo Peixe é o melhor para Rio Bonito. Já 19% apontaram a administração de José Luiz Mandiocão como a melhor para a cidade, enquanto 13% escolheram o governo Solange Almeida. Outros 25% ficaram indecisos ou não apontaram nenhum deles.

A pesquisa da Factum também ouviu os entrevistados sobre a expectativa com relação a administração Leandro peixe, que está em seu primeiro mandato. Dos 700 entrevistados, 532 (76%) disseram que acreditam que a administração vai melhorar até o final de 2021, 77 (11%) não acreditam e 91 (13%) estão indecisos.

O intervalo de confiança da pesquisa é de 97% e a margem de erro máxima estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.