Ivanir Pereira Leite, presidente da Câmara de São Pedro da Aldeia, morre por complicações da Covid-19

Morreu no final da tarde desta sexta-feira (2), aos 68 anos, o vereador e presidente da Câmara de Vereadores de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, Ivanir Pereira Leite, o Mica (Pros). O parlamentar estava internado com Covid-19 no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, desde o dia 14 de março.

Mica deixa esposa e dois filhos.

Na noite desta sexta-feira, a Câmara de Vereadores de São Pedro da Aldeia emitiu uma nota de pesar sobre a morte do parlamentar.

“A Câmara Municipal de Cabo Frio se solidariza à família do vereador e presidente da Câmara de São Pedro da Aldeia, Ivanir Pereira Leite, popularmente conhecido como Mica (PROS), de 68 anos. […] Nascido em São Pedro da Aldeia em 1952, Mica foi servidor público municipal e se tornou uma das figuras mais conhecidas da política aldeense”, afirmou nota.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia também emitiu nota de pesar pela morte do parlamentar. O município informou que vai decretar luto oficial de três dias em memória de Mica.

“Desde já, a gestão municipal, por meio dos seus servidores, lamenta imensamente essa perda e, neste momento de dor, transmite os sentimentos aos familiares, amigos e colegas”, finalizou comunicado.

Fonte: g1.globo.com

São Pedro da Aldeia: Mercado do Peixe terá horário especial durante a Semana Santa

O Mercado Municipal João da Hora, o Mercado do Peixe de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, vai funcionar com horário diferenciado durante o feriado da Semana Santa. A partir desta quarta-feira (31) até o domingo (4), o mercado atenderá das 6h30 às 17h.

Segundo o município, o estabelecimento está seguindo regras de contenção em cumprimento aos protocolos para o combate a Covid-19.

Poderão circular no interior do mercado 100 pessoas por vez, número que corresponde a 50% da capacidade total. As demais pessoas deverão aguardar em uma fila na parte externa do estabelecimento. A entrada só será permitida com o uso de máscara de proteção.

Atualmente, o mercado João da Hora abriga 11 boxes para venda de pescado. As medidas restritivas são necessárias para evitar aglomerações comuns a essa época do ano, quando a procura por pescados aumenta devido às tradições religiosas.

O período de atividade e as medidas restritivas cumprem o decreto Nº 063, que estipula os critérios citados para o funcionamento de mercados e padarias. O Mercado de Peixe fica localizado na Rua 12 de Outubro, no bairro Estação.

Fonte: g1.globo.com

Em São Pedro da Aldeia, motorista morre após sofrer infarto ao volante e colidir com viatura da polícia

Um homem morreu na última quinta-feira 4 de Março, após sofrer um infarto enquanto dirigia e bater em uma viatura da Polícia Civil em São Pedro da Aldeia.

Segundo a polícia, agentes da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) se surpreenderam com uma colisão em frente à delegacia, localizada no bairro Balneário. Um automóvel da marca Jeep atingiu uma das viaturas estacionadas no local.

Os policias foram ao carro para verificar o estado do motorista e o encontraram desacordado no interior do veículo. Alguns minutos depois, equipes médicas chegaram ao local e constataram que ele teve um mau súbito e morreu na hora.

De acordo com um amigo da vítima, o motorista trabalhava como despachante em Araruama e estava levando o carro de um cliente para o Detran de São Pedro da Aldeia, que fica próximo à delegacia.

A ocorrência foi registrada e o corpo da vítima foi levado ao IML de Macaé.

Fonte: osaogoncalo.com.br

Para combater a Covid 19, São Pedro da Aldeia – RJ, mantém bandeira laranja e medidas restritivas.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, decidiu manter a bandeira laranja e as medidas restritivas de enfrentamento à Covid-19 até a próxima semana.

O Gabinete de Crise se reuniu nesta quarta-feira (10) por conta da proximidade do período de Carnaval para discutir o tema.

O município destacou que, apesar das sucessivas quedas semanais das taxas relacionadas à doença na cidade, a permanência das restrições leva em consideração o aumento histórico da movimentação de moradores e turistas no feriado.

“O município vem registrando quedas nos índices de novos casos de Covid, de ocupação de leitos e de positividade dos testes realizados. Porém, precisamos pensar preventivamente. A flexibilização, nesse momento, poderia gerar aumento de fluxo de pessoas e, consequentemente, acarretar no aumento da doença”, explicou a diretora em Vigilância em Saúde, Tatiana de Oliveira Leal.

Segundo a Secretaria de Saúde, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade Intermediária (UI) desta semana é de 48%, o que representa queda de 17% comparada à última semana. Os casos positivos da doença tiveram diminuição de 45%. Já o índice de positividade dos exames coletados é 26% menor do que o mesmo período anterior.

De acordo com o Painel de Indicadores divulgado pelo Governo do Estado, atualizado neste mês, a avaliação dos municípios da Baixada Litorânea é positiva. A recomendação é de risco baixo, colocando São Pedro da Aldeia com apenas quatro pontos, o que reforça a recomendação.

Quais são as medidas?

Seguindo as determinações da fase da bandeira laranja, continuam proibidos os eventos com a presença de público que envolvam aglomeração de pessoas. Estão mantidas as medidas de distanciamento social e limite de público nos estabelecimentos comerciais. Não haverá restrição de horário para o funcionamento, garantindo a circulação dos frequentadores em diferentes horários, sem prazo de tempo reduzido.

Fica estabelecido que seja respeitado o limite de 50% da capacidade dos locais, devendo, também, realizar a higienização das mãos dos clientes no momento de acesso ao interior da loja e ter álcool em gel disponível aos consumidores. Os ambientes internos devem ser mantidos com ampla ventilação e as filas organizadas com o distanciamento de, no mínimo, 1,5m (um metro e meio) entre os consumidores. No caso de restaurantes, bares e lanchonetes, além do limite de ocupação, a disposição das mesas também deve ter distanciamento mínimo de 1,5 m (um metro e meio) entre elas.

A disponibilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos funcionários, conforme orientação das autoridades de saúde, fica a encargo dos estabelecimentos, que devem manter, ainda, a desinfecção diária de todos os seus espaços.

A fiscalização das medidas restritivas será realizada de forma permanente pela Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública durante o período do feriado. As equipes da pasta trabalharão em regime de escala extra, visando reforçar o efetivo. O estabelecimento que não seguir as determinações estará sujeito à aplicação de advertência, cassação do Alvará e multa.

Fonte: g1.globo.com

Prefeitura de São Pedro da Aldeia recebe doação de ração para ONGs de proteção animal

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Defesa Civil e da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, recebeu a doação de 140 quilos de ração animal para serem entregues a entidades de proteção aos animais. O material foi arrecadado pela Associação dos Servidores Municipais, Estaduais e Federas do Rio de Janeiro (Assist) que, desde 2018, realiza doações ao município em benefício de instituições sociais.

A entrega da ração foi realizada na manhã desta sexta-feira (05) na sede do Horto Escola Artesanal, e contou com a presença do secretário de Agricultura, Dimas Tadeu, do diretor da Defesa Civil, Marcus Dothávio, do assistente social da Assist, Pedro Paulo Melo, além das representantes das organizações beneficiadas, Ellen Eduardo, presidente do Grupo Unidos Pelos Animais Sem Proteção (UASP), e Gisele Eleotério, voluntária da ONG Patinhas da Aldeia.

O diretor da Defesa Civil, Marcus Dothávio, destacou a parceria com a Assist. “Gostaria de agradecer primeiramente a confiança que a Assist deposita na Defesa Civil de São Pedro da Aldeia. A Associação vem expandindo as suas doações para a região e se tornou uma parceira nossa. Nós acompanhamos a dificuldade dos protetores de animais na cidade e, quando surgiu essa oportunidade, prontamente aceitamos a doação. O secretário Dimas foi fundamental nesse processo e nos deu apoio no direcionamento desse material às entidades mais atuantes nesta causa. Esse é o resultado de um trabalho em conjunto em apoio à proteção animal, que é uma das nossas grandes bandeiras”, disse.

Assistente social da Assist, Pedro Paulo Melo falou sobre a iniciativa. “Nós temos um comprometimento com a parte social e fizemos essa campanha com a intenção de conseguir o máximo possível de ração animal, tanto para cães como para gatos. A Defesa Civil atua como uma ponte entre essas instituições e a Assist, sendo uma referência para a gente. Dentro desse contato que temos com o órgão, apontamos a possibilidade dessa doação para que ela pudesse ser repassada a entidades voltadas à defesa animal”, explicou.

De acordo com Ellen Eduardo, presidente do Grupo Unidos Pelos Animais Sem Proteção, uma das entidades contempladas, o material será redistribuído a entidades independentes, parceiras do grupo. “Essa doação, para nós, está sendo muito importante e só vem para somar. Temos uma parceria com protetores animais e abrigos de baixa renda, que são as pessoas que frequentemente nos pedem ajuda e que precisam de doações. São protetores que, muitas vezes, abrigam entre 20 e 50 cães, realizando um trabalho por amor dentro das comunidades”, destacou.

Além da entrega às ONGs de São Pedro da Aldeia, outros 150 quilos de ração animal arrecadados pela Assist foram direcionados ao canil municipal de Cabo Frio. A doação no local contou com a participação do secretário de Agricultura, Abastecimento e Pesca de Cabo Frio, José Dias Teixeira Júnior, e a superintendente de Defesa Animal, Érica Mateus Toledo.