Filipe Toledo é nota 10 e vence etapa do Rio da WSL

Deu a lógica na final do Rio Pro, etapa brasileira da elite do mundial de surfe. Líder do ranking e garantindo nas finais na Califórnia, Filipe Toledo não deu chances ao estreante Samuel Pupo e venceu a etapa no início da tarde de ontem, terça-feira (28). O surfista ainda conseguiu uma nota 10 unânime, sua primeira na competição.

Após bater o campeão mundial e olímpico Ítalo Ferreira, Samuel Pupo foi para a final com grande expectativa. O peso de sua primeira decisão no WCT foi grande e impediu o surfista de conseguir boas notas. Do outro lado, Filipinho estava em busca de seu quarto título no Brasil e não decepcionou.

Após duas ondas inexpressivas, Filipinho aproveitou uma esquerda, mesmo sem a prioridade, e acertou um aéreo perfeito, recebendo notas 10 dos cinco juízes. Para completar, em sua onda seguinte, também uma esquerda, Filipinho encaixou três fortes batidas e impressioou os julgadores, que deram nota 8.67.

Já com gritos de campeão nas areias de Saquarema, Samuel Pupo só conseguiu uma nota digna do surfe que apresentou na competição em sua oitava onda, quando conseguiu um 8.00 em uma esquerda. Porém, na combinação, ele não teria mais tempo de superar Filipinho, que conquistou seu quarto título em etapa brasileira.

Ranking

Com a vitória, Filipe Toledo soma incríveis 40.040 pontos já com o descarte da melhor nota, disparado na liderança do ranking. Essa foi a quinta final de etapa do brasileiro, que conquistou sua segunda vitória. Ele é o único matematicamente garantido na final em Trestles, na Califórnia, onde mora, mesmo ainda restando duas etapas antes da decisão.

Já Samuel Pupo, que era somente o 17º colocado no ranking, tem chances remotas de chegar à final.

Ítalo Ferreira, que também descartou o terceiro lugar como sua melhor nota, segue entre os que se classificam para a final do tour.

 

Crédito: www.tribunadonorte.com.br

WSL: Filipe Toledo e Samuel Pupo vencem suas semis e fazem a final do Rio Pro

Samuel Pupo e Filipe Toledo farão a final do Rio Pro 2022, a etapa brasileira do Circuito Mundial de Surfe. Nesta terça, na histórica e inédita semifinal 100% brasileira em Saquarema, Samuca eliminou ninguém menos que o campeão olímpico e número 4 do mundo, Italo Ferreira com uma vitória por 11.44 a 10.83. Pouco depois foi a vez de Filipinho, líder do ranking, derrotar Yago Dora por 17.36 a 14.34. A final será na sequência com transmissão do sportv e tempo real no ge.

Samuca vira sobre Italo
Italo Ferreira começou melhor na semifinal 1, saindo na frente com uma onda de 4.33. Pouco depois, o campeão olímpico surfou para 3.50, passando a ter 7.83 de somatório. Samuel não se abalou, iniciando a reação na sequência. Primeiro o paulista pegou uma onda de 5.27. Na sequência, o paulista obteve um 6.17, conseguindo a virada.

Precisando de 7.11 para virar, Italo conseguiu trocar suas duas notas nos minutos seguintes, com ondas 4.93 e 5.10. A 44 segundos do fim, Samuel usou a sua prioridade para entrar numa onda que fechou, dando-lhe poucos pontos. Ainda deu tempo para Italo pegar uma última onda, gerando apreensão no público. No entanto, a nota foi 5.73, insuficiente para a virada. Vitória de Samuca por 11.44 a 10.83.

Terminada a bateria, Samuel vibrou muito na água, batendo no peito e repetindo seguidas vezes a seguinte frase:

– Eu tô aqui!

Filipe Toledo bate Yago Dora

Na semifinal 2, Yago Dora saiu na frente com uma onda de 5.67 logo nos primeiros minutos. Confiante, Yago arriscou um aéreo instantes depois, recebendo 8.67 dos juízes, o que jogou Filipe Toledo numa combinação de 14.34. O líder do ranking, porém, não se abalou, conseguindo um 8.34 na sequência.

A 18 minutos do fim, Filipinho arriscou um aéreo e recebeu apenas 4.92 dos juízes, gerando muita vaia da torcida presente em Itaúna. A redenção, porém, viria minutos depois. Com mais uma onda arrojada, com direito a rasgada e aéreo, o camiseta amarela levantou o público e dessa vez recebeu 8.93, assumindo a liderança. A partir de então, coube a Filipinho administrar a vantagem até confirmar a vitória por 17.36 a 15.34.

Semifinal masculina
1. Samuel Pupo (BRA) 11.44 x 10.83 Italo Ferreira (BRA)
2. Filipe Toledo (BRA) 17.36 x 15.34 Yago Dora (BRA)

Surfe: Como é o camarote dos famosos com Scooby e PA em Saquarema

Gabriel Medina, Italo Ferreira e companhia não foram as únicas celebridades a aparecer na praia de Itaúna, em Saquarema, na etapa brasileira do Circuito Mundial de Surfe. Famosos como os ex-BBB Pedro Scooby e Paulo André, além da skatista Leticia Bufoni, deram as caras nos primeiros dias do evento e ficaram em um camarote exclusivo para convidados. Outros conhecidos foram a atriz Isabella Santoni e o surfista Caio Vaz, que formam um casal.

A reportagem teve acesso à área VIP durante o segundo dia do campeonato e mostra os bastidores do lugar. O local tem 500m², em um palanque um pouco acima do nível da areia, e abriga 300 pessoas por dia.

Os convidados têm petiscos, como frutas e sanduíches de queijo brie e geleia, e bebida à vontade. Um DJ toca música lounge enquanto os VIPs conversam entre uma caipirinha e outra. A organização colocou TVs que exibem a transmissão das baterias ao vivo.

Tem também uma loja com produtos da WSL (Liga Mundial de Surfe). A organização ainda prometeu posição privilegiada junto ao pódio para a cerimônia de premiação, possibilidade de foto com troféu dos campeões e fila preferencial para sessão de autógrafos.

O camarote está ao lado da área de preparação dos surfistas, onde eles finalizam o aquecimento e colocam a lycra antes de cair na água.

A reportagem entrou na área VIP antes da bateria que resultou na eliminação de Gabriel Medina. Scooby e PA assistiram ao duelo do melhor lugar do camarote, no banco que ficou mais ao centro e sem ninguém à frente. No banco ao lado estavam os amigos de Medina e o irmão dele, Felipe.

Após a derrota do brasileiro, porém, o camarote começou a esvaziar e ganhou ares de fim de festa enquanto a música ainda rolava.

 

Crédito: Uol Esportes

Campeonato de Surfe: mar de Itaúna não melhora, e Rio Pro é adiado pelo 2º dia seguido

A WSL (Liga Mundial de Surfe) decretou lay day (dia sem competição) no Rio Pro pela segunda vez seguida. Com isso a próxima chamada em Saquarema será nesta segunda-feira às 7h15 com a possibilidade de as baterias começarem às 7h35. O evento foi paralisado na sexta-feira após a conclusão das quartas de final feminina no fim da tarde. No masculino, as baterias foram até o round 3.

Com a chegada de um vento sudoeste no sábado, o campeonato precisou ser interrompido. Neste domingo, o dia ainda amanheceu bastante chuvoso. A janela do Rio Pro vai até quinta-feira.

A tendência é que o evento retorne com as oitavas de final masculina. Oito surfistas brasileiros estão na disputa do título, dentre eles o líder do ranking Filipe Toledo, que enfrenta o peruano Miguel Tudela na bateria 5.

Dono do único 10.00 do Rio Pro 2022 até aqui, Caio Ibelli enfrenta Miguel Pupo na bateria 2. Outro confronto brasileiro é entre o campeão olímpico Italo Ferreira e Michael Rodrigues na bateria 3. Os demais brazucas que estão na disputa são Mateus Herdy, Miguel Pupo e Yago Dora.

No feminino, Tatiana Weston-Webb garantiu a vaga na semifinal na última bateria de sexta-feira. A brasileira enfrenta a líder do ranking Carissa Moore por uma vaga na decisão. Quem passar do confronto pega a vencedora de Johanne Defay x Gabriela Bryan.

Oitavas de final masculina

1. Jack Robinson (AUS) x Mateus Herdy (BRA)
2. Caio Ibelli (BRA) x Samuel Pupo (BRA)
3. Italo Ferreira (BRA) x Michael Rodrigues (BRA)
4. Miguel Pupo (BRA) x Nat Young (EUA)
5. Filipe Toledo (BRA) x Miguel Tudela (PER)
6. Connor O’Leary (AUS) x Matthew McGillivray (AFS)
7. Ethan Ewing (AUS) x Yago Dora (BRA)
8. Callum Robson (AUS) x Jackson Baker (AUS)

Semifinal feminina

1. Johanne Defay (FRA) x Gabriela Bryan (HAV)
2. Carissa Moore (HAV) x Tatiana Weston-Webb (BRA)

Crédito: ge.globo.com

Mundial de Surfe: Caio Ibelli faz tubo nota 10 e vai às oitavas; algoz de Medina também é eliminado

O brasileiro Caio Ibelli se classificou para as oitavas de final do Rio Pro, a etapa brasileira do Mundial de Surfe. Na última sexta-feira (24), na Praia de Itaúna, em Saquarema, o surfista bateu o compatriota Jadson André na repescagem para ficar com a vaga. Hoje, sábado (25), é a vez da rodada 16 com as disputas dos brasileiros Mateus Herdy, Caio Ibelli, Samuel Pupo, Italo Ferreira, Miguel Rodrigues, Felipe Toledo, e Yago Dora.

Caio conseguiu a vitória com uma grande virada, que contou com um tubo espetacular. A onda arrancou nota 10 de todos os cinco juízes. No final, ele venceu Jadson por 14.43 a 8.83.

Foi a primeira vez que o brasileiro conseguiu a nota máxima na carreira e a segunda vez que o 10 apareceu nesta temporada.

HERDY VENCE IGARASHI

Na bateria seguinte, o brasileiro Mateus Herdy venceu o japonês Kanoa Igarashi, que eliminou Gabriel Medina nas semifinais, mas perdeu o ouro para Ítalo Ferreira nas Olimpíadas de Tóquio.

Com um show de aéreo, o brasileiro venceu o asiático por 16.00 a 12.90 e garantiu também um lugar nas oitavas de final.

OUTROS RESULTADOS DO DIA

Feminino

​Carissa Moore (HWI) 8.50 x 8.33 Sol Aguirre (PER)

Isabella Nichols (AUS) 11.16 x 10.70 Stephanie Gilmore (AUS)

Johanne Defay (FRA) 8.90 x 7.10 Courtney Conlogue (EUA)

Lakey Peterson (EUA) 11.33 x 5.80 Brisa Hennessy (COS)

Masculino

​Miguel Tudela (PER) 14.30 x 12.60 Griffin Colapinto (EUA)

 

 

 

Fonte: lance.com.br