Funcionários de empresa que presta serviços a Autopista Fluminense entram em greve

às

Na manhã desta quarta-feira (2), funcionários da empresa de conservação rodoviária Air Less entraram em greve contra a redução de salários e o fim do vale-alimentação fornecido aos empregados. A firma presta serviços para a Arteris Fluminense, concessionária que administra a BR-101 no trecho de Niterói a divisa com o Espírito Santo. Um vídeo da reunião dos funcionários da empresa foi divulgado hoje nas redes sociais.

A Air Less existe há mais de 20 anos, no setor de conservação de rodovias e realização de obras rodoviárias, abrangendo 1.150 km de vias nos estados do Rio, São Paulo, Paraná, Bahia, Tocantins e Goiás. Os funcionários da empresa afirmam que perderam o vale-alimentação, no valor de R$ 250, passando a receber quentinhas, e que teriam tido uma redução no salário. Ainda de acordo com o relato dos empregados, todos foram contrários às mudanças. Os manifestantes ainda acusam a empresa de ter demitido sete funcionários, dos quais três estavam envolvidos com os protestos.

“Abaixaram nosso salário, estamos ganhando menos de um salário mínimo. Tiraram a refeição, tiraram tudo. Nem água nós temos”, relatou um dos funcionários em um vídeo.

Em nota, A Arteris Fluminense, que administra a BR-101, informou que está em dia com obrigações contratuais com a empresa Air Less e que não pode interferir  na política de benefícios que ela pratica, tendo em vista caber exclusivamente a Air Less sua gestão empresarial e acordos coletivos vinculados. A empresa também informou que em decorrência de obrigação contratual, a  Air Less deve apresentar, mensalmente, documentos comprobatórios de quitação de folha de pagamentos e demais obrigações trabalhistas com seus funcionários, o que vem sendo cumprido até o momento.

Confira o vídeo abaixo:

https://www.facebook.com/ItaboraiEmFoco/videos/334708233794401/

 

Veja também

Criminosos desviaram R$ 640 mil da conta das vítimas para laranjas. Quadrilha aplicou golpe do empréstimo consignado em pelo menos 17 pessoas.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias