Lona na Lua reabre as portas para apresentação de Dom Quixote

Após quase um ano de atividades paralisadas por conta da pandemia do covid-19, o Espaço Cultural Lona na Lua abre as portas para uma apresentação artística.

Através do edital RETOMADA CULTURAL, nos meses de janeiro e fevereiro serão realizadas oito apresentações do espetáculo “Dom Quixote” na sede da instituição riobonitense.

Produtora do projeto “Na Lona e na tela… Dom Quixote está de volta!”, a atriz e instrutora de teatro Gabriele Rangel fala sobre as expectativas de voltar a se apresentar  em Rio Bonito.

“Estamos muito felizes com essa possibilidade de voltarmos a trabalhar com arte. Sabemos dos desafios envolvidos nessa produção, mas estamos preparados”.

E desafios realmente não faltam para as apresentações previstas para os dias 09 e 10 de janeiro e 06 e 07 de fevereiro. O diretor do espetáculo Zeca Novais conta que as apresentações serão para um público limitado, com distribuição antecipada de senhas e que o Lona na Lua adotará medidas de distanciamento entre as cadeiras da plateia. “Seguiremos todos os protocolos de segurança para o público presente e para os artistas envolvidos na produção. Está proibida a entrada de pessoas sem máscaras de proteção no Espaço Cultural e todo o público terá sua temperatura verificada. Além disso, todos os atores e equipe técnica farão Testes de Antígeno para COVID-19 antes das apresentações.”

O público também poderá acompanhar o espetáculo pela internet. Haverá transmissão simultânea on-line através das páginas do Lona na Lua no facebook e youtube.

“Dom Quixote” é uma produção de sucesso do Lona na Lua. O espetáculo que ganhou estrada através de parcerias com o Sesc Campos e Sesc Nova Friburgo, traz em seu elenco artistas riobonitenses e apresenta uma adaptação com música ao vivo, números circenses, coreografias e utilização de material cênico e figurino produzidos com sucata e materiais recicláveis, valorizando o princípio da sustentabilidade.

O projeto “Na Lona e na Tela… Dom Quixote está de volta!” foi contemplado no edital RETOMADA CULTURAL e é uma realização do Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc.

Serviço:

Peça “Dom Quixote” no Lona na Lua

Quando: 09 e 10 de janeiro e 06 e 07 de fevereiro, às 14h e às 17h

Ingressos gratuitos – Garanta o seu através do whatsapp 21 998937565

Endereços: Lona na Lua – Rua Admário Alves de Mendonça, 121, Centro, Rio Bonito-RJ

Realização: Gabriele Rangel Produções

Classificação Livre

Duração: 50 min  

 

Arte da Tapeçaria em Maricá é tombada pela prefeitura

A prefeitura de Maricá decretou que a Arte da Tapeçaria do Espraiado agora é Patrimônio Histórico, Artístico, Ambiental e Cultural do município.

O subsecretário de Comércio, Empreendedorismo e Defesa do Consumidor, Luciano Leal, contou que a iniciativa pretende estimular o crescimento da arte. E que essa iniciativa é uma forma de fortalecer as raízes culturais da cidade. “Antes de pensar em futuro é importante conhecer e preservar na memória e fontes culturais, no sentido da afirmação de sua identidade e pertinência a sua cidade. Se as pessoas têm conhecimento de suas próprias origens e conscientemente sabem da relevância das mesmas para suas vidas, passarão a valorizar transmitindo-o para as gerações futuras”, completou.

“O tombamento é muito importante para que a arte fique viva, senão daqui a pouco ninguém fala mais sobre – ninguém mais aprende a tapeçaria”, disse a tapeceira Maria de Lourdes Pereira.

“A gente já considerava a tapeçaria patrimônio de Maricá desde que a Madeleine Colaço escolheu o Espraiado para viver. Agora, com o tombamento, a gente pode ter mais força, mais esperança de que a nossa arte não vai acabar. Com o apoio da Prefeitura estamos esperançosas de que tudo vai melhorar”, contou Ilma Macedo, que é coordenadora do grupo das tapeceiras.

Ela explicou o porquê do diferencial da arte. “Todas as telas são peças únicas, não sei em outros lugares, mas aqui inclusive fazemos pontos diferenciais, como o “rabo de rato”. Não tem bordado com esse ponto, ele foi criado pela Madeleine Colaço, que deu certo. Até hoje esse ponto é um destaque aqui para a gente”, disse.

No próximo domingo, (02/02), será realizado mais uma edição do evento “Espraiado de Portas Abertas”, onde são apresentadas bebidas, comidas, artesanato e músicas típicas do local. As obras de tapeçaria estarão disponíveis para os visitantes durante a festa. O ateliê das tapeceiras do Espraiado fica na Estrada Duas Águas, em frente ao Bar do Djalma.